• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Improvisado na lateral direita, Rodrigo Caio já reclamou por não se considerar apto para atuar na posição

Em 2018, o xerifão rubro negro Rodrigo Caio entrou em conflito com o então treinador do São Paulo, Diego Aguirre, por ser escalado em sequência na lateral direita. Assim como demonstrou na derrota contra o Atlético GO nesta quarta-feira (12), o camisa 3 do Flamengo reclamou que não ser apto para atuar na posição. O zagueiro revelou em entrevista ao programa “No Ar” do Esporte Interativo, que a situação o fez perder um pouco do sentimento que nutria pelo São Paulo, clube que o revelou e jogou antes de vir para o Flamengo

– Eu perdi muito dessa paixão. Acho que é normal quando você joga no seu time, mas também por tudo o que aconteceu. Isso é nítido. Eu vejo pelo meu pai. Se eu sou roxo, ele é o extremo, e ele não é (mais tão são-paulino). Eu vejo no olho dele. Às vezes a gente está falando do São Paulo e ele muda de assunto. Perdi um pouco por tudo o que passei, mas sempre vou amar e torcer pelo São Paulo. Se o culpado sou eu, no dia que eu sair espero que ganhe muitos títulos”.

Na época que foi improvisado, Rodrigo Caio estava voltando de uma lesão no pé esquerdo que o tirou de atividade por três meses. Quando retomou as atividades, Aguirre escalou Rodrigo por três vezes na lateral direita e não dava ouvidos para as reclamações do atleta que dizia não estar apto para atuar na posição.

– Na quinta o Arboleda voltou da seleção e, com desgaste, não treinou. Ele colocou o Anderson Martins para treinar o tático e não me colocou. Fiquei louco da vida. Na hora que acabou o treino perguntei para o Raí o que tinha acontecido, disse que ali eu entendia que era algo pessoal, porque uma coisa dessas não se faz. Falei para o Raí e para o Lugano que não iria jogar mais de lateral, porque eu não iria ajudar, iria atrapalhar. Se machucassem todos os laterais e precisasse de mim, tudo bem. Mas tinha o Araruna para jogar ali. Contra o Palmeiras eu joguei de lateral-direito, estava bem, mas saí no intervalo. A culpa é de quem por que perdeu? Do Rodrigo, como sempre. Esse era meu pensamento quando eles começaram a me colocar de lateral. Vai dar uma coisa errada e a culpa vai ser minha.

Publicado em colunadofla.com.