| Futebol

Incentivado pelo amigo Marquinhos, Humberto chega, enfim, ao Flamengo

Aniversariante do último sábado chegou a ser apresentado em 2015, mas não pôde ficar por imbróglio com Pinheiros. Fischer também será anunciado nesta quinta-feira

flameng - Incentivado pelo amigo Marquinhos, Humberto chega, enfim, ao Flamengo

O ala-armador Humberto é o novo reforço do Flamengo para a temporada 2016/17 e será anunciado pela diretoria nesta quinta-feira, às 12h (de Brasília), em evento a ser realizado na loja do clube, na entrada principal da sede social. Outro nome revelado será o de Ricardo Fischer, ex-armador do Bauru.

Essa não será a primeira passagem da jovem promessa de 21 anos pela Gávea. Em 2015, Humberto chegou a ser apresentado e a posar com a camisa rubro-negra, mas não pôde ficar por questões contratuais com o Pinheiros.

Convidado por Rubén Magnano para treinar com a seleção olímpica do Brasil, que faz sua preparação no Hebraica, em São Paulo, Humberto desembarcou no Rio de Janeiro nesta manhã, mas só vai ficar de vez a partir da primeira metade de setembro.

- É um sentimento de felicidade. Venho de família humilde e jogar numa equipe de massa é um sonho. Acho a atmosfera da torcida muito legal. Desde que comecei a jogar, sempre tive esse sonho, que foi realizado. No ano passado, cheguei a assinar um pré-contrato, mas, por motivos de contrato pela Lei de Incentivo Fiscal, tive que permanecer no Pinheiros. Não contava que o Pinheiros fizesse isso comigo, sabia que minha vontade era sair. Tinha a opção de ir para a Justiça, mas preferi ficar e jogar mais um ano - declarou o novo jogador do Flamengo, que completou 21 anos no último sábado e disse feliz pelo que chamou de um "presentão de aniversário".

+ Jerome Meynsse deixa o Flamengo: "Melhor torcida do mundo"

Humberto chega com alguma bagagem a um elenco com tantos companheiros renomados. Pelo Pinheiros, disputou três edições do Novo Basquete Brasil (NBB) e fez parte do elenco paulista em duas finais de Liga das Américas, tendo um papel destacado na decisão de 2014, justamente na derrota para o Flamengo no Maracanãzinho. Foi ali que cresceu sua vontade de vestir a camisa do clube carioca.

- Para um jogador novo, tenho certa experiência que me faz chegar perto (dos renomados) e não me intimidar, mas tenho muito o que aprender. (Na final de 2014) não tinha muita responsabilidade quando entrei em quadra, por isso acho que fui bem. Mas vou falar a verdade, fiquei impressionado, arrepiado, quando entrei em quadra naquele jogo. Ter a torcida a favor deve ser muito gostoso, sensacional - destacou Humberto, que também considera bem legal a "atmosfera" de jogar na Gávea.

Ele sabe da responsabilidade de manter o "Orgulho da Nação" na sequência de títulos dos últimos anos. Além de ser o atual tetracampeão do NBB, o Flamengo levou recentemente o troféu da Liga das Américas (Libertadores do basquete) e da Copa Intercontinental em 2014.

- Vim buscar títulos, vi o Flamengo ganhar quatro seguidos (NBB). Não quero chegar no Flamengo, e o Flamengo perder. Não quero que pare de ganhar títulos, até para não ser culpado (risos). Quero ser reconhecido, fazer historia. 

Considerado nos bastidores um jogador capaz de chegar à seleção brasileira (tem passagens pela base), é normal que os planos de Humberto não parem por aí. E não param. Apesar de deixar claro não ter a menor intenção de fazer do clube um trampolim para a carreira, a promessa de 21 anos admite a intenção de poder repetir os passos de Cristiano Felício e atuar na NBA.

- Sem dúvidas, meu objetivo é chegar à NBA. Não quero usar o Flamengo, mas jogar no Flamengo é ganhar visibilidade, abrir portas. Não tem como não ser notado. Vou procurar ajudar e o que vier depois é consequência. Para estar no draft (limite de idade é de 22 anos), tenho que fazer uma boa temporada e conversar com meu empresário. Europa e NBA são consequências.

No Flamengo, o jogador vai reencontrar Marquinhos e Olivinha, antigos companheiros de Pinheiros. Humberto revelou que o ala rubro-negro e da seleção brasileira, a quem chama de "brother" (irmão), foi muito importante para sua vinda e o ajudará na adaptação à nova cidade.

- Sou muito amigo do Marquinhos, muito "brother", sempre nos falávamos. Foi um cara que me fez querer vir para o Flamengo, me incentivou. Soube através do Marquinhos da vontade do Flamengo em me contratar. Está me ajudando bastante a procurar lugar para morar, me mostrando algumas coisas do Rio. Vou morar na Barra e, provavelmente, no condomínio que ele mora - contou o paulista, que tem conversado bastante com José Neto e Marquinhos na seleção.

Humberto vai aproveitar o fim de semana no Rio de Janeiro para conhecer um pouco mais sobre a cidade onde vai morar e agilizar o processo de mudança.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/basquete/nbb/noticia/2016/07/incentivado-pelo-amigo-marquinhos-humberto-chega-enfim-ao-flamengo.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.