‘Indignado’, diz Éverton Ribeiro, do Fla, após expulsão injusta contra o Vitória

‘Indignado’, diz Éverton Ribeiro, do Fla, após expulsão injusta contra o Vitória

A arbitragem de Wagner Reway no empate em 2 a 2 entre Vitória e Flamengo, neste sábado, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, foi tenebrosa, com erros bizarros. O maior deles logo no início do jogo. A bola bateu no rosto de Éverton Ribeiro dentro da área e ele marcou pênalti a favor do Vitória. Ainda expulsou o jogador do Rubro-Negro carioca.

Após o jogo, Éverton Ribeiro mostrou toda a sua indignação e relatou o ocorrido.

“Ele estava muito seguro, num lance muito rápido... (a bola) não passou nem perto da minha mão... ajudei ali atrás (a defesa). Tentei ajudar ele (o árbitro), falei que não tinha batido (na mão).. falei com o auxiliar, que só está ali pra isso. Fico indignado. Atrapalha o time, o meu próximo jogo... Um erro que atrapalhou muita gente e um trabalho de duas semanas. Poderíamos ter saído com o resultado melhor”, disse Ribeiro, ao Sportv.

Em seguida, Éverton deu mais detalhes de sua conversa com o árbitro.

“Ele disse que tinha certeza que bateu na minha mão... falei que ele e o auxiliar estavam errados. Depois vão pedir desculpas e não adianta mais”.

Por fim, Ribeiro falou que só há uma solução.

“Ou partimos para um árbitro de vídeo... Só aqueles ali não estão dando conta”, finalizou.

Reway ainda errou em dois lances cruciais. Deixou de dar um pênalti sobre Diego no segundo tempo e não deu impedimento de Arão no segundo gol do Flamengo.