| Futebol

Inofensivo, quinteto vive rodízio, não convence e fica em baixa no Fla

Marcelo Cirino, Everton, Fernandinho, Gabriel e Emerson Sheik têm números ruins e produção ofensiva abaixo da crítica. Jogadores são alvos de críticas de torcedores

flameng - Inofensivo, quinteto vive rodízio, não convence e fica em baixa no Fla

Aos trancos e barrancos, Marcelo Cirino puxa a fila. Logo atrás dele, Everton, Fernandinho, Gabriel e Emerson Sheik. O quinteto de atacantes do Flamengo vive no limite, no fio da navalha da torcida. Colecionam chances, acumulam fracassos no time. A paciência dos rubro-negros com eles é curta ou quase nula. As redes sociais servem de termômetro. Os números do Cartola FC também mostram que o prestígio dos cinco já foi maior com os cartoleiros.

Em comum, baixíssima produção ofensiva no Campeonato Brasileiro. Juntos, Cirino, Everton, Fernandinho, Gabriel e Sheik têm um gol, filho único do “pai” Everton, e três assistências na  competição (Everton, Fernandinho e Gabriel). Cirino e Everton foram os que tiveram mais oportunidades, mas até aqui não justificaram o espaço que têm.

Quem está dentro, não agrada, o que dá a sensação natural de que que aqueles que estão fora podem resolver. Mas, por enquanto, é ilusão. A dança das cadeiras não muda nada, e o ritmo dos atacantes do Flamengo anda descompassado. Jogadores de segundo tempo que não conseguem resolver, não fazem a diferença. O fato de o Rubro-Negro ter o quarto pior ataque do Brasileiro, com 13 gols em 13 jogos, também está na conta deles.

O GloboEsporte.com faz uma pergunta para você: qual jogador do quinteto merece mais chance? Para que você tenha argumentos, mostramos abaixo o que cada um fez, ou não fez, no campeonato até aqui. 

CIRINO

Esteve em todos os jogos do time no Brasileirão, quase sempre como titular. Mas não convence. A velocidade é seu ponto forte, mas não tem sido o bastante. É raro vê-lo render bem durante uma partida inteira.

Jogos no Brasileiro: 13 (9 como titular)
Gols: 0
Nota média GloboEsporte.com: 5,35
Popularidade no Cartola FC: 6º jogador do Fla mais escalado na 1ª rodada (182.971 times) / 10º mais escalado do Fla na 13ª rodada (44.935)

EVERTON

Fez o primeiro gol do time no campeonato. Aliás, o único deste quinteto. Assim como Cirino, suas atuações são marcadas por apagões. Era titular, mas acabou perdendo espaço para Ederson, que ganhou chances e foi bem. Como o camisa 10 sem machucou, deve reaparecer no time titular no domingo, contra o Atlético-MG.

Jogos no Brasileiro: 10 (8 como titular)
Gols: 1
Assistências: 1  
Nota média GloboEsporte.com: 6,25
Popularidade no Cartola FC: só uma vez ficou entre os dez mais escalados do Flamengo (156.644 equipes, na 3ª rodada)

FERNANDINHO

Houve um momento em que virou um 12º jogador de Zé Ricardo, mas isso durou pouco. É inconstante, apesar de sempre dar mais ímpeto ao ataque rubro-negro.

- Estou louco para marcar meu gol – disse nessa quinta-feira.

Jogos no Brasileiro: 6 (2 como titular)
Gols:
0
Assistências: 1
Nota média GloboEsporte.com: 5,5
Popularidade no Cartola FC: em nenhuma rodada esteve entre os dez mais escalados do Flamengo

GABRIEL

Perdeu espaço consideravelmente. Foi relacionado para o banco 12 vezes. Em nove, sequer entrou. Gabriel esteve cotado para deixar o clube algumas vezes, mas segue no grupo. Junto com Fernandinho, é um dos principais alvos da torcida nas redes sociais.

Jogos no Brasileiro: 4 (1 como titular)
Gols: 0
Assistências: 1  
Nota média GloboEsporte.com: 5,33
Popularidade no Cartola FC: em nenhuma rodada esteve entre os dez mais escalados do Flamengo 

EMERSON

Figura rara em campo em 2016, principalmente no Campeonato Brasileiro. E vai continuar sendo. Depois de sentir a parte anterior da coxa direita durante um treino na semana passada, um exame constatou um estiramento grau 2. A expectativa é de que o atacante fique de 30 a 40 dias sem poder jogar. Com contrato até 31 de dezembro, Sheik dificilmente fica no Flamengo até o fim da temporada

Jogos no Brasileiro: 3 (1 como titular)
Gols: 0
Assistências: 0
Nota média GloboEsporte.com: 5,38
Popularidade no Cartola FC: só uma vez ficou entre os dez mais escalados do Flamengo (72.810 equipes, na 2ª rodada)

Nota da equipe do Cartola FC:o fato de os jogadores não serem titulares absolutos (apenas Cirino tem sido no Flamengo) impede que eles sejam bem escalados.

*Colaboraram: Cassius Leitão e Leandro Silva, editores de Futdados.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/07/inofensivo-quinteto-do-fla-reveza-no-time-nao-convence-e-vive-em-baixa.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

1 Comentário

Fernando Barretto Há 4 meses

Até quando Cirino? Cirino não consegue dominar uma bola, nem faz gol, mas, corre muito...Isso basta? Pelo visto, sabemos que tem sido o suficiente para mantê-lo no ataque titular do Flamengo...Porém, isso é muito pouco. pouco mesmo para quem joga no maior de todos. SRN

Carregar mais