Contratação que custou R$ 8 milhões aos cofres do clube, porém, Mancu viu sua história ser bem diferente na Gávea. Alternando o banco de reservas com a titularidade sob o comando de Muricy Ramalho, perdeu ainda mais espaço com a mudança para o treinador Zé Ricardo. Situação que o chateou por se considerar desprestigiado, segundo o site GloboEsporte.

O momento impreciso quanto ao papel do camisa 23 tem despertado o interesse de outros clubes em contar com o seu futebol. O mesmo veículo, inclusive, trouxe à tona uma sondagem do Monterrey, do México, que lhe teria deixado empolgado. A assessoria do Fla, porém, negou:

"Apesar de não ter sido procurado pelo Globoesporte.com, o Flamengo afirma que Mancuello é exemplo de profissionalismo e jamais cogitou não atuar pelo clube. O Flamengo tão pouco recebeu consulta ou proposta pelo atleta vinda do Monterrey (MEX) e segue nos planos rubro-negros para 2017" , afirmou a nota.

O próprio jogador, pelo Twitter, demonstrou insatisfação e revolta com o publicado, refutando qualquer saída:

​​