| Futebol

Já estamos a quatro rodadas da liderança! Até quando esperar?

flameng - Já estamos a quatro rodadas da liderança! Até quando esperar?

Salve, Salve, Nação Mais Linda do Mundo!

O que está acontecendo com o clube mais querido do Brasil? Porque ainda não engrenamos no início do campeonato brasileiro? Onde está aquele bom futebol apresentado há dois meses atrás? Porque jogadores que não estão entregando o mínimo necessário continuam gozando da titularidade? Onde está a variação do esquema? Por qual motivo o nosso presidente é tão desequilibrado que não consegue responder educadamente a perguntas difíceis? Precisa dar ataque de pelanca toda hora que alguém o faz as perguntas necessárias? Essas são apenas algumas das perguntas que todo o rubro-negro tem na cabeça e que não consegue responder. Tentaremos dissecá-las para um melhor entendimento do futebol apresentado pelo Flamengo nas seis primeiras rodadas do Brasileirão 2017.

Nós estamos fazendo o dever de casa, estamos encorpando o elenco, qualificando-o a cada janela. Hoje podemos considerar que o Flamengo tem o melhor elenco do Brasil. No papel! Mas como o nome dos jogadores não entra em campo, devemos transformar essa superioridade presumida em dominância de fato. Esse é o segredo para que galguemos as posições necessárias à conquista do tão sonhado campeonato brasileiro no final deste ano.

Para lograrmos êxito na campanha, necessitamos que nossos melhores jogadores sejam escalados e, principalmente, que sejam sacados do time os jogadores que não estão entregando o que deveriam. Algumas peças ainda precisam de banco como Arão e MA, e para que isso ocorra nosso técnico deve identificar essa necessidade, para que não morra abraçado a eles e mais alguns outros que já foram trocados, mais especificamente Alex Santana, Vaz e Gabriel. Aguardemos que eles não voltem à titularidade!

Além disso, falando especificamente do treinador, gostaria que ele variasse, de fato, o sistema de jogo. Deveríamos ter opções táticas diversas e não nos atermos ao engessado 4-3-3 zericardeano. Digo isso, pois existe uma falsa impressão de variação do esquema quando ele joga com os famosos três volantes. Não é isso, pois na última vez ZR utilizou William Arão aberto na ponta e até mesmo o Cuéllar foi deslocado para realizar essa função. Não preciso dizer que não deu certo, né? Fora suas composições mais famosas como o quarteto de laterais, que pode ser utilizado em algumas ocasiões bem específicas ao longo das partidas, mas iniciar deste jeito? Fica muito difícil de entender ou até mesmo aceitar uma condição desta.

Há quem diga que o futebol confiável do início deste ano foi perdido juntamente com a eliminação da Libertadores, pois todos os envolvidos: elenco, comissão técnica e diretoria sentiram muito mais do que deveriam pela fatídica saída da disputa da taça mais importante das Américas. Esse abatimento não poderia ter acontecido. Não há espaço para ficarmos nos lamuriando e curtindo fossa, principalmente o técnico. É preciso tocar o barco, aumentar o pique da remada e recuperar o tempo perdido. Mas sinceramente não acredito que essa retomada seja possível com o comandante em questão. Simplesmente fiquei cético.

São as mesmas declarações e coletivas de sempre, onde nosso técnico continua a elogiar seus protegidos mesmo após reveses ou empates inaceitáveis. Vejam o exemplo de domingo: se não conseguimos vencer o Avaí, a quem venceremos? Além disso, ainda temos o Sr. EBM que se acha no direito de pensar que é mais rubro-negro do que a grande parte da Nação que está cobrando resultados e, principalmente, um bom futebol apresentado pela equipe (com muita justiça, diga-se de passagem). Sr. Eduardo, pare imediatamente com isso. Ficar se desviando das críticas, as transferindo para outrem e não enfrentar o problema como homem não é digno da cadeira que ocupa. Tome vergonha, presidente!

Anteontem completamos seis jogos pelo campeonato mais difícil do mundo. São 4 empates, uma vitória e uma derrota, o que nos coloca na desonrosa décima-quinta colocação, a dois pontos da zona da degola e (pasmem) a 9 pontos (ou quatro rodadas – vitória é fator de desempate) da liderança da competição. Faltam 32 rodadas (96 pontos em disputa) para que possamos iniciar a virada, retomar o bom futebol e fazermos mais 78 pontos, pelo menos, para que possamos ser campeões com tranquilidade. Não seria impossível se alguma coisa já tivesse sido feita. Do jeito que está, eu não acredito na virada. Mas como eu costumo dizer: queimar a língua é o meu esporte predileto! Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo Simplesmente é!
Saudações Rubro-Negras a todos!!!

Fabio Monken

Gostou? Ótimo! Não gostou? Ótimo também!
Ninguém é o dono da verdade! Isso é fato!
Venha debater conosco suas idéias, mas faça-o educadamente, pois a falta de respeito e de educação são os combustíveis dos fracassados e de parca argumentação!

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/06/ja-estamos-quatro-rodadas-da-lideranca-ate-quando-esperar/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

2 Comentários

PAULO HERBERTH NEVES CABRALHá 13 dias

Meu time... Muralha. Rever. Juan. Rodolfo.. Rodinei. Cuellar. Trauco. Everton. Diego.. Everton Ribeiro. Guerrero

PAULO HERBERTH NEVES CABRALHá 13 dias

Meu time... Muralha. Rever. Juan. Rodolfo.. Rodinei. Celular. Trauco. Everton. Diego.. Everton Ribeiro. Guerrero

Carregar mais