| Futebol

Jorge não desanima na briga pelo título: 'Está difícil, mas nada é impossível'

Lateral admite que conquista ficou complicada para o Fla, mas garante que o grupo está com a 'cabeça boa' para brigar até o final. Ele destaca que não há mais espaço para tropeço

flameng - Jorge não desanima na briga pelo título: 'Está difícil, mas nada é impossível'

Após o empate em 2 a 2 com o Corinthians, no último domingo, no retorno ao Maracanã, o Flamengo viu a distância para o líder Palmeiras aumentar para seis pontos, isso a seis jogos do fim do Brasileiro. No entanto, segundo Jorge, isso não tirou a esperança do grupo rubro-negro em conquistar o hepta da competição. Em coletiva após o treino desta terça-feira, o lateral-esquerdo destacou que nada é impossível e que todos estão com a 'cabeça boa', cientes que não podem mais tropeçar no campeonato.

- É possível, sim (conquistar o título). Como você (jornalista) bem lembrou, teve o ano de 2009. Todos estão com a cabeça boa e acreditando que podemos chegar no Palmeiras. Nada é impossível. A gente tem toda capacidade de chegar nesse título. Tá difícil, tá. Mas nada é impossível. Claro que temos uma sequência difícil, mas temos que entrar em campo pensando partida a partida. Então vamos entrar só buscando os três pontos. Agora não podemos mais pensar em empatar e nem em perder - disse o jovem.

Jorge também comentou sobre o Atlético-MG, adversário do Fla no sábado. Sabendo da importância da partida, já que em caso de derrota o Fla perde a segunda posição, o lateral pediu foco total do time. Ele contou que a mudança do jogo do independência para o Mineirão agradou os jogadores.

- Se perguntar para qualquer um aqui, todos vão dizer que é melhor jogar no Mineirão. É um campo melhor e maior também. Dá para trabalhar mais a bola e ver o que tem de erro deles. Assim vamos colocar nossa qualidade em campo - comentou o jogador, ressaltando que o time tem a semana para trabalhar e buscar uma estratégia para bater o Galo.

- Tem a semana longa pela frente, vamos ver o que o Zé tem para melhorar aí. Não podemos sofrer os gols que a gente sofreu. Vamos ver o que tem para melhorar e buscar esses três pontos na casa deles - completou.

O jovem explicou sua saída contra o Corinthians. Ele disse que levou duas pancadas na cabeça e não estava se sentindo bem, mas que agora já está recuperado.

- No jogo eu pedi para sair, porque não queria prejudicar o time. Estava no finalzinho. Tomei duas pancadas no mesmo local, na cabeça. Estava com a vista embaçada e fiquei um pouco tonto, por isso pedi para sair. Mas o time está bem, está todo mundo se recuperando. Ficamos um pouco triste pelo resultado, queríamos vencer na volta ao Maracanã - disse.

Fonte: http://www.lance.com.br/flamengo/jorge-nao-desanima-briga-pelo-titulo-esta-dificil-mas-nada-impossivel.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.