| Futebol

Juan: "Somos um grupo"

Zagueiro fala do momento no Brasileirão e fala da união do elenco

flameng - Juan: "Somos um grupo"

Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Após as atividades desta sexta (9), o experiente zagueiro Juan conversou com a imprensa. Na entrevista, falou da fase do elenco e analisou situações individuais. Para o camisa quatro, nenhuma responsabilidade, positiva ou negativa, deve ser individualizada: "Em nenhum momento colocamos derrotas ou vitórias a custo da A, B ou C"


Confira os principais pontos da entrevista:

Primeiras rodadas
De seis jogos, tivemos quatro fora e um clássico. É uma tabela difícil. Deixamos pontos na Arena da Baixada, um campo historicamente difícil, assim como a Ilha do Retiro, onde perdemos. Mas temos que reagir. Equipes da frente estão se distanciando e nosso objetivo é chegar na frente.

Erros individuais
Em nenhum momento colocamos derrotas ou vitórias a custo da A, B ou C. Somos um grupo. Conversamos sobre ocorridos dos jogos. Alguns fatos vão negativamente e repercutem muito, principalmente entre goleiros e zagueiros. As coisas mudam muito rápido e parece uma onda que aumenta as coisas e nunca acaba. Somos profissionais, não podemos pensar assim. Temos que diariamente ter a melhor pegada, trabalhando sempre para evoluir.

Alex Muralha
Estamos falando de jogador que há 3, 4 meses estava na seleção brasileira. Não desaprendeu. São coisas que acontecem com qualquer jogador e ele já, no ano passado e neste ano, salvou o Flamengo em muitos jogos. Contra o Atlético-PR, por exemplo, fez grandes defesas cara a cara que nos ajudaram. São momentos, circunstânicias que acontecem negativamente. Mas pensamos no coletivo. Independente de quem jogue hoje, amanhã, no futuro, nosso respeito é sempre o mesmo e, como falei é um goleiro de Seleção Brasileira, não podemos nos esquecer. 

Flamengo x Avaí
Domingo temos uma partida importante. Para todo mundo, Flamengo em geral, todos os jogadores, comissão técnica. 

Zé Ricardo
Acontece com o Zé algo parecido com o que acontece com o Muralha. Treinador que levou time ao terceiro lugar, campeão carioca invicto, tivemos decisões atás de decisões em um mês turbulento, passamos ilesos a todas até tomarmos um gol que nos custou caro. E o trabalho dele, que levou o Flamengo ao patamar que o Flamengo tem hoje, elevou o nível de vários jogadores. Claro, em time que tem um início de campeonato aquém do esperado é normal q acontecam pressao - mas a dele é dividida com todo o grupo. Aqui pensamos só no coletivo.

Everton Ribeiro
É prática do clube, quando alguém chega, fazer várias avaliações até estar apto para ir a campo. Ele esta neste periodo. Nossos contatos foram rápidos, quando ele chegou o time estava viajando e agora domingo já temos outro jogo fora. Na semana que vem, provavelmente teremos um contato maior. O mais rápido possível estará junto com a gente.

Protesto da torcida
Conversamos sobre o protesto. Ninguém foi agredido, até algum tumulto com a entrada dos carros, mas a torcida tem o direito de criticar, amam o clube tambem, é um clube amado por todos. É um direito deles. Desde que não passe dos limites.

Entrega do time em campo
É meu pensamento. Em todos os clubes a primeira coisa que vem a cabeça é isso, raça, dar o sangue, dar a vida. Mas nós somos profissioanis e sabemos que futebol não é só isso. Talvez, se fosse, todas as partidas terminariam empatadas. A mudança de fase ruim pra boa seria mais simples. Sabemos que no último período que temos jogado temos tido alguns problemas mas não passa por falta de disposição.

Cobranças da torcida
A expectativa, pelo elenco e estrutura que tem, é grande. Como o que o clube que significa pro Brasil em termos de administração, acho que se espera muito, até por que já mostramos muito. Mostramos este ano do que somos capazes de jogar e acho que tem um pouco disso. Infelizmente as derrotas que tivemos custaram caro, tivemos três derrotas que custaram mt caro. Tem um pouco da frustração da eliminação, como nós também temos, da Libertadores, de vermos e não estarmos lá. Pelo elenco, temos que entender que já passou e domingo vamos dar seguimento a nosso objetivo, que é sempre terminar no topo da tabela.

Equilíbrio entre ataque e defesa
Temos que buscar equilíbrio entre defesa e ataque, defendendo e aproveitando as chances na frente. Estamos passando por um momento que não é o o nosso melhor no ano, alguns setores vão sofrer mais que outros. Temos que crescer como time, recuperar o equilíbrio que temos e assim subir na tabela. 

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/25496/juan-somos-um-grupo

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.