| Futebol

Líder com Luxemburgo, Flamengo reergue defesa e enfrenta pior ataque

No período comandado pelo treinador, Rubro-Negro tem a melhor campanha do Campeonato Brasileiro ao lado do Internacional, com 12 pontos conquistados em 15

Marcelo Flamengo treino (Foto: Gilvan de Souza)Marcelo ganhou a posição de titular da zaga sob o comando de Luxemburgo (Foto: Gilvan de Souza)

A chegada de Vanderlei Luxemburgo mudou o ambiente no Flamengo. Com quatro vitórias em cinco jogos no Campeonato Brasileiro, o time se reergueu. No período em que vem sendo comandado pelo novo treinador, fez a melhor campanha da competição ao lado do Internacional, conquistando 12 pontos em 15 possíveis.

Defensivamente, o Rubro-Negro se transformou. Nos cinco jogos, sofreu apenas dois gols e deixou de ser o time mais vazado do Brasileiro. O zagueiro Marcelo ganhou a posição, e João Paulo assumiu a lateral esquerda com a saída de André Santos. No gol, Paulo Victor foi efetivado.

Os resultados fizeram efeito e o time saiu da lanterna e da zona de rebaixamento. Domingo, contra o Criciúma, a defesa terá a missão de impedir uma reação do rival, que tem o pior ataque do Brasileiro e não marca há três jogos. O atacante Souza, ex-Flamengo, deve fazer sua estreia pelo novo clube.

- O treinador sabe a hora de mudar, o que está dando certo e não está. Os jogadores assimilam o que ele pede. As coisas começaram a dar certo e todo mundo vem se empenhando nos treinos, concentrado no que ele passa - afirmou Léo Moura.

Dentro de campo, a confiança nos resultados ajudou na recuperação. Eduardo da Silva e Canteros ficaram disponíveis e aumentaram as opções do treinador, tornando-se peças importantes na reação e ajudando na capacidade de acreditar no que o time pode fazer.

- A confiança voltou. A gente sabe que não conquistou nada, nem se afastou da zona da confusão. Mas se cada companheiro ajudar, continuar com esse pensamento, descarregar junto ali, fica fácil - explicou o lateral-direito.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.