| Futebol

Liderança, regularidade e experiência: Réver, o novo capitão rubro-negro

Zagueiro fala sobre a responsabilidade que é vestir essa braçadeira e acerca de seu início de trajetória no Flamengo

flameng - Liderança, regularidade e experiência: Réver, o novo capitão rubro-negro

Réver no túnel que leva ao gramado do Pacaembu, no

A história do Flamengo é repleta de jogadores que conquistaram a idolatria da Nação pelo talento com a bola nos pés. Outra das características que é exaltada pela torcida é o espírito de liderança dentro de campo. Cada um sente-se representado no gramado quando vêem um atleta que veste a braçadeira e dá seu máximo para representar as cores do clube. Réver é o atleta que alia ambas as características na busca por ter o nome eternizado nas páginas centenárias da trajetória do Mais Querido.

No confronto contra o Grêmio, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, Réver recebeu a faixa de capitão, dada pelo treinador Zé Ricardo. Ao lado do companheiro de zaga Rafael Vaz, consolidou-se como um dos zagueiros mais regulares da competição desde a chegada ao Flamengo. Além disso, o camisa 15 é um dos jogadores mais vocais durante as partidas, constantemente auxiliando e cobrando os companheiros, fatores essenciais para tornar-se o representante principal do técnico dentro das quatro linhas.

Quem sente o orgulho de ser sócio-torcedor faz o time mais forte e tem mais Flamengo sempre: descontos em ingressos e no pay-per-view, vídeos exclusivos para ficar por dentro, vantagens nas lojas oficiais para ter o Manto e outros produtos e muito mais. Clique e faça sua adesão agora!

O zagueiro faz uma autoavaliação a partir do momento no qual vestiu pela primeira vez o Manto Sagrado, já com importante participação no triunfo sobre o Cruzeiro em pleno Mineirão.

"Tive um início um pouco conturbado devido à contestação da minha contratação, um descontentamento. No dia a dia, mostrei meu valor aos que me criticavam. Isso tem muito a ver com a ajuda que tive da comissão técnica e dos meus companheiros. Fizeram com que eu ficasse à vontade e pudesse dar o meu melhor, algo que fez com que eu tivesse um crescimento e apresentasse isso nas partidas."



Réver também comentou sobre o privilégio que é vestir a braçadeira de capitão de uma equipe como o Flamengo.

"É uma grande responsabilidade vestir essa faixa, de ser um dos líderes da equipe, ao lado de jogadores como Juan, Arão, Diego, e tantos outros líderes que temos no elenco. Fico feliz por assumir esse compromisso juntamente a eles. Acho que, na minha contratação, pesou um pouco esse aspecto de liderança que tive por onde passei. Procurarei sempre dar o meu melhor em prol do Flamengo."

No Brasileirão, o Flamengo segue firme na briga pelo título, a apenas um ponto do líder com doze rodadas pela frente. Na função de capitão, o atleta fala sobre como lidar com a pressão a cada confronto decisivo a ser disputados até o fim da competição.

"Sabemos que, no Flamengo, sempre haverá pressão. Estamos tratando de um clube grande, que representa milhões de torcedores fanáticos, sempre com uma multidão nos acompanhando e nos incentivando, independentemente de onde formos jogar. Acho que o mínimo que podemos fazer é nos doarmos, lutarmos durante as partidas como estamos fazendo. A partir do momento que há muito trabalho e essa dedicação, não tem como as coisas darem errado. Acredito que temos tudo para chegar em dezembro comemorando títulos, que são o que sustentam a carreira de um jogador e o que faz a paixão dos torcedores por esse atleta aumentar ainda mais."

Nessa quarta-feira (21), o Mais Querido enfrenta o Palestino (CHI) pelas oitavas-de-final da Copa Sul-Americana, com a primeira partida ocorrendo na casa do adversário. Poupado da viagem, Réver comentou sobre a partida e enviou uma mensagem de incentivo para os atletas que atuarão no confronto.

"Desejo sorte a todo grupo e aos membros da comissão que viajaram para o Chile. Estamos aqui trabalhando forte para que, assim que eles voltarem, possamos estar juntos e dar continuidade à nossas campanhas na Copa Sul-Americana e no Campeonato Brasileiro. Toda sorte do mundo a todos."

Com companheirismo, dedicação e união, o Flamengo seguirá lutando para alcançar os objetivos traçados para a temporada. 

* colaboraram sob a supervisão de Ricardo Taves

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/24145/lideranca-regularidade-e-experiencia-rever-o-novo-capitao-rubro-negro

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.