| Futebol

Luvas e livros: goleiro do Fla supera rotina e se forma em administração

Quarto arqueiro do Rubro-Negro, Daniel quer seguir na área após deixar o futebol. Desde 2014 no elenco, jovem de 21 anos teve vida dividida entre estudos e treinos

flameng - Luvas e livros: goleiro do Fla supera rotina e se forma em administração

O sonho de milhões de meninos no Brasil é ser jogador de futebol. Com um futuro incerto no esporte, priorizar os estudos é uma boa alternativa, mas nem sempre a mais simples. A rotina pesada de treinos, provas e a programação dinâmica de um clube profissional são entraves para conciliar as duas atividades. Quem conhece bem essas dificuldades é o goleiro do Flamengo, Daniel.

Cria das categorias de base do Rubro-negro, o garoto foi promovido ao elenco principal em 2014, quando ainda cursava administração em uma faculdade particular do Rio de Janeiro. O jovem atleta concluiu os estudos este ano e lembra como era a rotina diária de treinos e provas.

- Com todas as dificuldades, nunca pensei em parar. Tinha que conciliar jogos, treinos e provas. Tinha uma rotina bem puxada, com treinos pela manhã ou pela tarde, às vezes manhã e tarde. E ainda estudando de noite, o cansaço era grande. Quando eu estava nas categorias de base, era mais fácil de conciliar a faculdade com a carreira de jogador. Quando eu subi para o time principal, as coisas começaram a se complicar um pouco nesse sentido, pois havia muitas viagens e, às vezes, os treinos ocorriam em dois períodos e assim, faltava bastante as aulas. 

Com apoio dos familiares nas duas profissões, Daniel estreou pelo Fla na última rodada do Brasileiro de 2014, contra o Grêmio, em Porto Alegre. Entrou durante a partida, já que o titular César tinha sido expulso. Apesar do dia a dia difícil, o goleiro do Rubro-Negro nunca deixou de priorizar os estudos. Motivado a aprender e conquistar um diploma, ele vê a conclusão do curso superior como algo fundamental em sua vida, mesmo que, após pendurar as luvas, não trabalhe diretamente com o esporte.

- Acredito que quanto mais conhecimento melhor. É importante para qualquer profissão, mesmo em uma que não precise de diploma. No meu caso, a graduação é um grande diferencial e também já é um começo para quando me aposentar, para trabalhar no meio empresarial, seja no futebol ou não. Terminei uma etapa importante na minha vida, e agora vou pensar no futuro e nos próximos objetivos. Não poderia estar mais feliz.

Com agora foco total no futebol, Daniel ainda precisa percorrer um longo caminho pela frente nas duas áreas. O cenário econômico desfavorável é um entrave para buscar seu espaço no mercado de trabalho. No âmbito esportivo, o garoto de 21 anos, que veste a camisa 45 do Flamengo, aguarda chances para voltar a atuar pelo clube. Ele disputa posição com o titular Alex Muralha, além de Paulo Victor e Thiago.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/07/luvas-e-livros-goleiro-do-fla-supera-rotina-e-se-forma-em-administracao.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.