| Futebol

Luxa explica time misto e garante: "Fizemos o que tinha que ser feito"

Técnico revela que titulares estavam no limite por maratona de jogos e cobra responsabilidade de quem entrar em campo: "Ainda não saímos da confusão"

Treino flamengo manaus (Foto: Cahê Mota)Em Manaus, treinador citou desgaste ao falar sobre jogadores poupados (Foto: Cahê Mota)

Um Flamengo desmantelado, mas nem por isso menos forte no clássico com o Botafogo, sábado, na Arena Amazônia, pela 31ª rodada do Brasileirão. Com apenas quatro titulares na delegação rubro-negra em Manaus, Vanderlei Luxemburgo justificou nesta sexta-feira, após o treinamento no estádio Jornalista Carlos Zamith, a opção de escalar um time misto no confronto com o Glorioso. Com uma semifinal de Copa do Brasil, contra o Atlético-MG, pela frente, na próxima quarta-feira, no Maracanã, o treinador se viu obrigado a poupar seus principais jogadores da desgastante viagem até a capital amazonense ao identificar um grupo no limite por conta da maratona de jogos das últimas semanas.

Léo Moura, Chicão, João Paulo, Cáceres, Canteros e Everton ficaram no Rio de Janeiro em decisão em conjunto da comissão técnica com a diretoria, e estão trabalhando sob o comando do preparador físico Antonio Mello. Apesar das baixas, Vanderlei Luxemburgo garante que o Flamengo não diminui em nada o peso do clássico com o Botafogo e volta a frisar a importância de seguir somando pontos para fugir matematicamente do rebaixamento. Sendo assim, motiva seus jogadores ressaltando a grande presença de público prevista para o confronto e a briga por uma vaga na equipe na reta final da temporada.

Treino flamengo manaus (Foto: Cahê Mota)Jogadores do Flamengo sentiram o carinho da numerosa torcida do clube na capital amazonense (Foto: Cahê Mota)



- Fizemos o que tinha que ser feito. Nossos jogadores estavam extremamente cansados. Houve um lance no jogo com o Inter, pouco antes do segundo gol, que o Canteros vira para mim e fala: "Está muito carregado". A perna estava carregada, presa. Foi uma necessidade deixarmos alguns jogadores. Viemos com esse grupo com todo respeito ao Botafogo, ao torcedor flamenguista daqui que comprou 45 mil ingressos, mas há coisas que têm que ser feitas. A responsabilidade de quem vem para cá é muito grande. Ainda não saímos da confusão e eles reivindicam uma vaga na equipe. É a possibilidade de mostrarem a cara. O perigo sempre existe, mas vamos trabalhar.

saiba mais
  •  Torcedores rubro-negros invadem o gramado e encerram treinamento
  • Quase dispensado, Gabriel bate o pé e muda rumo de passagem pelo Fla

Pela frente, o Flamengo tem um Botafogo que vem de derrota para o Coritiba e ocupa a zona de rebaixamento. Luxa lamenta a situação ruim do rival nos últimos tempos, com problemas até mesmo fora de campo, mas não quer saber de dar mole para recuperação diante do Rubro-Negro.

- O Botafogo é sempre um time perigoso. O Mancini está vivendo um drama complicado. Acaba uma confusão aqui, acontece outra. Apaga um incêndio aqui, acontece outro. É um problema sério, mas espero que ele não venha sair dessa contra o Flamengo. É um clássico importante, fora do Rio de Janeiro, e espero que o Flamengo consiga um grande resultado. Vai ser um jogo duro.

Com 40 pontos, o Flamengo é o 11º colocado no Brasileirão, enquanto o Botafogo, com 30, é o 19º. O confronto deste sábado acontece às 21h (de Brasília), na Arena Amazônia, e é válido pela 31ª rodada da competição.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.