| Futebol

Luxa segura oba-oba no Fla e convoca torcedor: "Mania de deixar leve"

Na véspera do confronto com o América-RN, pela Copa do Brasil, técnico lembra que futebol apresenta histórico de vitórias de clubes menores sobre grandes

O Flamengo venceu por 1 a 0 o América-RN, em Natal, no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. A vantagem é grande para a volta, que será nesta quarta-feira, no Maracanã. Qualquer empate garante a classificação contra um adversário em crise, com uma série de desfalques e mudança de treinador. Além disso, o clube carioca ainda vem de uma vitória por 3 a 0 sobre o Cruzeiro, líder da Série A.

Mesmo com todos esses ingredientes, o técnico do Flamengo, Vanderlei Luxemburgo, freou o otimismo e possível oba-oba para manter os pés no chão no treinamento desta terça-feira. Com o tratamento de uma decisão, voltou a convocar os torcedores, que já compraram mais de 20 mil ingressos para o jogo.

Treino Flamengo - Mello e Luxemburgo (Foto: Thales Soares)Luxemburgo conversa com o preparador físico Antonio Mello durante o treino desta terça-feira (Foto: Thales Soares)



- Antes do Figueirense, estávamos mais para baixo do que para cima, preparando para uma pancadaria. Depois de dois jogos, o Flamengo virou candidato a título na Copa do Brasil. Conhecendo o clube, tem que ter cuidado. O torcedor precisa saber que o jogo é decisivo. Assim como não tem constituição no futebol que dizia que o Cruzeiro não perderia dois jogos seguidos, não tem a que garanta a nossa classificação. Existe a mania de deixar as coisas leves no Flamengo, mas o foco continua o mesmo. Quem vai ao jogo, não é para ver uma festa, mas para ajudar o time a passar de fase - afirmou Luxemburgo.

saiba mais
  • Wallace desfalca o Flamengo por 15 dias
  • Torcida tem melhor média desde 2009

Desde a sua chegada em julho, o treinador deixou claro o planejamento para a sequência da temporada. Preocupado com as condições no Brasileiro, poupou jogadores nos dois jogos contra o Coritiba pelas oitavas de final. Perdeu por 3 a 0 o jogo de ida, venceu por 3 a 0 na volta e se classificou nas cobranças de pênalti.

Diante do novo cenário, com mais tranquilidade no Campeonato Brasileiro, sabe que o time tem condições de avançar. Mas para isso precisa fazer o seu trabalho dentro de campo contra o América-RN.

- Temos que jogar esses 90 minutos. Independentemente do resultado que se apresentar, passar é o que interessa. Não vamos conquistar de véspera. O Fluminense ficou fora depois de adquirir o direito em uma grande vantagem contra o América-RN. Não pode subestimar ninguém. Futebol é desse jeito. O único esporte coletivo em que o pequeno ganha do grande - disse Luxemburgo, lembrando a goleada de 5 a 2 aplicada no Maracanã pelo clube de Natal.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.