• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Luxemburgo reconhece sucesso de Jesus no Flamengo, mas questiona: “Foi a primeira vez que aconteceu no Brasil?”

No último sábado (08), após conquistar o Campeonato Paulista, Vanderlei Luxemburgo deu uma declaração e minimizou os efeitos de Jorge Jesus no Flamengo. Nesta segunda-feira, em entrevista coletiva à TV Palmeiras, o técnico do clube paulista afirmou que não criticou o trabalho do Mister e destacou que o futebol brasileiro tem história anterior a chegada do técnico português no Mais Querido em 2019.

– Se pegar todo o contexto, pinçaram só o Jesus. Em momento nenhum denegri o trabalho do Jesus, fez um grande trabalho. Montou grande equipe, trabalho fantástico, ganhou campeonatos com merecimento. Mas, o que falei, é que o futebol brasileiro não começou depois que o Jesus chegou ao Brasil. Temos história passada –, concluiu:

– Outros treinadores estrangeiros estiveram no Brasil e fizeram grande trabalho. O que quis dizer é que nós, brasileiros, temos que estudar, melhorar conhecimentos, foi bom o Jesus vir para cá, para olharmos a maneira que ele trabalha, mas existe uma coisa que é meu pensamento e de outros grandes treinadores, que temos uma característica de jogar.

Além disso, Luxemburgo, desta vez, destacou a passagem de Jorge Jesus pelo futebol brasileiro, mas apontou que o Flamengo não foi a única equipe a jogar desse jeito e conquistar títulos.

– Ele conseguiu encaixar no Flamengo jogadores que se encaixaram dentro de uma qualidade, e conseguiu montar uma equipe daquela forma. Mas foi a primeira vez que aconteceu isso no Brasil? Não existiu outras equipes que jogaram dessa forma? -, e encerrou:

– Jesus foi fantástico, ficou todo mundo maravilhado, fiquei também, surpreendeu todo mundo. O que precisamos é evoluir, sim, mas dentro da essência do futebol brasileiro. Aprimorar, mas manter a essência do futebol brasileiro. Nós ganhamos com a nossa essência, não do europeu. Essa discussão dos estrangeiros, eles podem e devem vir para cá, ninguém tem inveja, podemos aprender, como eles aprendem com a gente.

Publicado em colunadofla.com.