| Futebol

Má fase do Grêmio e atuação contra Palmeiras garantem convocação de Muralha

flameng - Má fase do Grêmio e atuação contra Palmeiras garantem convocação de Muralha
Muralha foi elogiado pelo técnico Tite (Foto: Gilvan de Souza/Divulgação)

Maior surpresa na convocação da Seleção Brasileira desta sexta-feira, o goleiro Alex Muralha foi beneficiado pela má fase do Grêmio e pela presença do técnico Tite no duelo entre os líderes do Campeonato Brasileiro Palmeiras e Flamengo, na última quarta-feira, no Palestra Itália. No jogo que terminou com empate por 1 a 1, o arqueiro fez boas defesas e foi um dos destaques rubro-negros.

“O Taffarel vem acompanhando a regularidade boa do Flamengo. A diferença entre as melhores defesas do Campeonato Brasileiro são dois gols, todos tem um ajuste próximo. O Muralha vem fazendo um grande campeonato, como já fez no Figueirense. São dois anos mantendo um padrão de atuação, merece a convocação. Claro que a campanha da equipe ajuda, o jogo que vimos contra o Palmeiras… A defesa contra o Gabriel Jesus em lance decisivo conta? Conta. As boas saídas de gol contam? Com certeza, tudo isso conta”, disse Tite, técnico da Seleção.

Leia mais:

CBF monta logística para Jesus não desfalcar Palmeiras contra Santa Cruz

Alex Muralha terá sua primeira grande chance da Seleção. O goleiro de 26 anos chegou ao Flamengo no início do ano, após se destacar no Figueirense, e aos poucos ganhou a posição de titular que era de Paulo Victor, sendo importante na campanha do vice-líder do Brasileirão com 47 pontos, um a menos que o Palmeiras.

No entanto, não foi apenas os méritos de Muralha que o levaram à Seleção. A má fase do Grêmio, que não vence há cinco jogos, perdeu três neste período e teve o técnico Roger Machado demitido, também foi fundamental. Deixando o gremista Marcelo Grohe de fora da lista, Tite lembrou a importância do momento de um clube na convocação dos atletas.

“Primeira pessoa que eu ouço é o Taffarel. E a decisão final é minha. Mas ela passa por essa situação; O coletivo potencializa o individual. Se a equipe não está legal, também tem uma influência sobre a convocação, sim”, finalizou.

O Brasil vai enfrentar a Bolívia no dia 6 de outubro, na Arena das Dunas, em Natal, e em seguida viaja para Mérida, onde encara a Venezuela, no dia 11. Após vencer Equador e Colômbia, a Seleção ocupa a segunda colocação das eliminatórias, com 15 pontos em oito rodadas (o Uruguai é o líder, com 16).

Fonte: http://www.gazetaesportiva.com/flamengo/ma-fase-do-gremio-e-atuacao-contra-palmeiras-garantem-convocacao-de-muralha/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.