| Futebol

Mais uma decisão

Parto difícil

O primeiro jogo deste brasileirão, levou o torcedor rubro-negro de um modo geral ao descrédito, ou no mínimo a uma desconfiança. Os 2 x 1 contra o quase time misto do São Paulo, não foram bem digeridos pela NAÇÃO. No Flamengo é assim: céu ou inferno, sem meio termo. 

Este jogo contra o Sport de Recife  será fundamental uma vitória, na base do vencer ou vencer, se possível de forma convincente. Mas, mesmo um magro 1 x 0 já será bem-vindo. Talvez estejamos desfalcados de Marcelo Cirino, que sentiu a coxa esquerda, mais um jogador com problemas musculares, drama interminável desta temporada. 
Jogaremos nesta segunda rodada contra uma equipe, que supostamente entrará bem fechada, explorando os nossos erros, já é lugar comum, se dizer das nossas dificuldades quando nos deparamos com times postados defensivamente. 
Algumas questões serão fundamentais para uma vitória rubro-negra.  O comprometimento e o encaixe da equipe com a volta de um mínimo de padrão de jogo, nos últimos jogos, estes dois importantes ingredientes estiveram ausentes em nossas medíocres performances.
Um resultado que não seja uma vitória, poderá nos expor aos sensacionalismos da mídia, as “cornetadas” exageradas de muitos torcedores, e aos discursos acalorados da oposição, "corjiana" ou não.
De qualquer forma, esperamos uma vitória, sem açodamentos, com paciência do time e da galera, teremos noventa minutos para decidir a partida, o apoio do torcedor também poderá ser decisivo....

 

Parto difícil!!

Muitas especulações, nomes para todos os gostos e críticas. Sugestões, cavadas, mentiras, chutes, esperanças...... Só não temos o nome ou os nomes dos reforços rubro-negros. Independente de gestões serias ou não.  Tudo vira novela quando o assunto é contratação no Flamengo. Nada flui de forma imediata e objetiva, tudo é na base de idas e vindas. O contratado de hoje, é o desmentido de amanhã e assim vamos. 
Mesmo o ídolo maior do clube Zico, não perdeu a oportunidade de fazer a sua cobrança ao presidente Bandeira sobre as necessárias contratações. O treinador Luxa também cobra, a maioria da NAÇÃO nem se fala, uma verdadeira vigília é formada em torno dos tais "tiros certos".
O mercado anda escasso. Até a crise mundial é evocada para se justificar a demora, o dólar alto, euro etc.
Mas o certo é que precisamos destes reforços para ontem, talvez apenas dois, o já mitológico meia e um atacante matador. Alguns clamam por mais um lateral direito, outros por mais um volante e até mais um zagueiro é citado.
O fundamental dinheiro já está disponível, tudo a favor, mas quem seriam estes  nomes? Ninguém sabe....o sigilo é a alma do negócio, haja paciência para se esperar este PARTO DIFÍCIL!

 

Histórias Rubro-Negras

Nós gostamos de vo6!!!!
 
Aquele dia 15 de novembro de 1972 , comemorava-se a Proclamação da República e o aniversário do Flamengo, uma quarta-feira de feriado em todo Brasil. Recebemos um autêntico PRESENTE DE GREGO...O Flamengo até que fazia uma boa campanha naquele brasileirão. Porém no sábado anterior perdeu de 2 x 0 no Mineirão para o fraco América Mineiro. Na ocasião a chateação por esta inesperada derrota nos tirou do vexame do jogo contra o bostinha. Não adiantaram os insistentes apelos de um amigo que sempre ia aos jogos conosco, naquele fatídico 6 x 0 não estávamos presentes, mas também não nos impediram de sofrer ouvindo a transmissão do rubro-negro Jorge Curi. Nosso time era infestado de ex botafoguenses Moreira, Chiquinho Pastor, Rogério, Caio Cambalhota, Humberto Redes, P.César Caju e o treinador Zagalo.
No primeiro tempo logo um 3 x 0 pela proa, no segundo tempo nada mudou e levamos mais três gols.  Com direito a um gol de letra de Jairzinho. Um vexame, gozações de todos os tamanhos, os antis deitaram e rolaram, o arco-íris estava em festa. Durante anos aquele jogo nos tirou do sério.  Em todo os jogos contra o bostinha, lá estava a faixa 6 x 0 . Tivemos depois duas chances de ouro pra devolver o placar, dois jogos que ganhamos por 4 x 0 e que nossa torcida saiu frustrada do jogo,inclusive vaiando o time. No outro dia o Jornal dos Sports bateu o recorde de vendagem, mais de cem mil exemplares comercializados. Neste triste dia jogamos com Renato, Moreira, Chiquinho P, Tinho e R. Neto, Liminha e Zanata (Mineiro) Rogério (Caio C ) Humberto Redes, Fio e P.César Caju. Técnico Zagalo e um público pagante de 46.279.
Todavia haveria a forra.  A Era Zico não poderia deixar escapar a chance de devolver o presente, quase nove anos após.  No dia 08 de novembro de 1981 um novo e sensacional 6 x 0 , nesse estávamos presentes. Que vibração, nos lavou a alma, foi como um título, quis o destino que o algoz Jairzinho estivesse em campo representando o time de nove anos passados. No início a lacônica faixa  estava lá como de hábito  6 x 0,  depois sumiu como por encanto para nunca mais voltar....Um show de bola, o time parecia uma máquina ligada na tomada.  Bola de pé em pé, o time do bostinha atônito sem saber o que fazer.  Nas arquibancadas, gerais e cadeiras do Maracanã nossa Nação delirava.  Por volta dos 40 minutos do segundo tempo 5 x 0 no placar, apreensão de todos, será que ainda não seria desta vez???? Eis que uma bola sobra para o Adílio na ponta esquerda, ele faz um cruzamento na área, a defesa alvi-negra rebate, Andrade vem de trás, na altura da meia lua e acerta um pelotaço do ângulo do goleiro Paulo Sérgio aos 43 minutos. Loucura no maraca, uma emoção indescritível, devolvemos os mitológicos 6 x 0 um arraso !!!! Jairzinho em campo parecia não acreditar, mas era a dura e cruel realidade....Neste dia atuamos com Raul, Leandro, Figueiredo, Mozer e Júnior , Andrade, Adílio e Zico, Tita, Nunes e Lico. Técnico Carpegiani e um público pagante de 69. 051. 
De quebra, em 24 de março de 1985 ganhamos deles de 6 x 1, mais um chocolate no maraca, um banho de bola, neste jogo os gols foram de Adalberto 2, Heyder 1, Adílio 1, Chiquinho 1 e Gilmar Popoca, atuamos com Fillol, Jorginho, Guto, Mozer e Adalberto, Andrade, Adílio e Gilmar P, Heyder( Adilson Heleno) Chiquinho e P.Henrique Filho para um público pagante de 68.734, nosso técnico era o "velho lobo" Zagalo que também tirou sua forrinha no bostinha...

SRN


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.