| Futebol

'Manual' aéreo, erro de arbitragem e mais: veja o que movimentou Flamengo x Corinthians

Pelo alto, time carioca fura defesa dos paulistas, que reclamam de gol mal anulado. Posição do estreante Diego Alves chama atenção

flameng - 'Manual' aéreo, erro de arbitragem e mais: veja o que movimentou Flamengo x Corinthians

Flamengo e Corinthians ficaram no empate em 1 a 1 neste domingo, pela 17ª rodada do Brasileiro, em uma partida repleta de emoções. O time carioca, que melhorou no segundo tempo e teve chances de virar o placar, pode até ter sentido que deixou escapar a vitória: foram ao menos três chances claras no segundo tempo além do gol, duas delas em cruzamentos na área. O jogo aéreo, principal item do "manual" para fazer gols no Corinthians, foi arma bastante explorada pelo time carioca.

Já a equipe paulista, por sua vez, deixou o campo com uma decepção mais concreta: um erro de arbitragem anulou gol de Jô, que poderia ser decisivo no placar final.

Aos 12 minutos do primeiro tempo, quando o placar ainda estava zerado, Jô recebeu livre na pequena área e empurrou para o fundo da rede, com o gol aberto à sua frente. O árbitro Ricardo Marques Ribeiro (Fifa-MG), no entanto, assinalava impedimento no momento da conclusão, seguindo marcação do assistente Pablo Almeida da Costa.

No momento do passe de Maycon, contudo, Jô estava atrás da linha da bola, caracterizando condição legal. O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, mostrou irritação com o lance após a partida.

- Estava um metro e meio, senão mais, atrás da linha da bola. Esse tipo de coisa desestimula. Estava todo mundo irritado no vestiário - reclamou.

Jô, envolvido diretamente no lance, adotou tom mais comedido depois do jogo, e ressaltou que erros como esse mostram a importância de introduzir a tecnologia no futebol.

- Não posso vir aqui e ficar martelando eles (arbitragem). Trabalham, têm família, filhos. O que a gente puder ajudar, temos que ajudar. Mas anular o gol em um toque para trás, é um princípio básico... - lamentou o atacante, que marcou o gol do Corinthians dez minutos depois.

MAL POSICIONADO?

Não foi só o assistente Pablo Almeida que parecia não estar na melhor posição em um ataque do Corinthians. No lance do gol de Jô - o que valeu -, o goleiro Diego Alves, que fazia sua estreia pelo Flamengo, não estava no lugar mais apropriado.

O próprio Jô observou, na saída para o intervalo, que achou o goleiro rubro-negro muito colado à trave no lance, o que permitiu que acertasse um chute cruzado no outro canto (veja o lance no vídeo abaixo).

- Na hora olhei para o Diego (Alves), ele estava muito no canto. O chute em diagonal, rasteiro, é difícil e eu consegui fazer o gol - declarou Jô.

Após a partida, Diego Alves disse que o gol de Jô surgiu de uma falha coletiva do Flamengo. O goleiro salvou o time carioca no fim, em lance muito semelhante, fazendo defesa dificílima em outro chute cruzado e rasteiro do atacante corintiano (veja abaixo).

- Corinthians chegou em uma bola em um contra-ataque, conseguiram fazer um gol em um erro nosso de posse de bola. Acredito que essa volta ao Brasil e esse jogo de hoje pelo Flamengo foram coisas com que eu sempre sonhei. Óbvio que eu queria a vitória, mas saio feliz. Os jogadores honraram a camisa - avaliou Diego Alves.

MANUAL DO JOGO AÉREO

Para chegar ao empate, o Flamengo usou e abusou do "manual" de como vazar a defesa do Corinthians - O GLOBO mostrou que há um mês que a jogada aérea é responsável pela maioria dos gols sofridos pelo lider do Brasileiro.

Neste domingo, o time carioca registrou um de seus maiores números de bolas levantadas na área nesta Série A: foram 41 cruzamentos, segundo o site "Footstats". Destes, 34 foram errados e sete encontraram jogadores rubro-negros.

O Flamengo só tinha insistido mais nesta jogada contra o Botafogo, quando alçou 42 bolas na área. Em Itaquera, o jogo aéreo trouxe três chances perigosas para o time carioca. Pouco antes do gol de Réver, nascido em uma cobrança de escanteio, Juan cabeceou com perigo após córner cobrado por Everton e exigiu grande defesa de Cássio. No fim, um cruzamento da direita quase fez Pedro Henrique marcar gol contra.

Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/manual-aereo-erro-de-arbitragem-mais-veja-que-movimentou-flamengo-corinthians-21648712

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.