• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Mapas de calor de Gabigol contrariam Rogério Ceni e provam que atacante já cumpriu funções defensivas

Por: Letícia Marques

Apesar de ter chego ao Flamengo com o discurso de que Gabriel Barbosa e Pedro poderiam atuar juntos, Rogério Ceni se tornou resistente em executar a ideia. Até o momento, pouco mais de dois meses à frente do Rubro-Negro, o técnico descartou diversas vezes a possibilidade da dupla atuar junta. No último discurso, após a derrota para o Athletico, Ceni justificou com a afirmativa de que os atletas “não conseguem recompor a lateral”.

RELEMBRE ALGUMAS DECLARAÇÕES DE CENI SOBRE UTILIZAR A DUPLA:

– Com Pedro e Gabigol, eu não consigo ter a recomposição defensiva. Os dois se esforçam, quebram um galho, mas não são marcadores de natureza. O Muniz consegue fazer um lado do campo, recompor, minimiza a chance de sofrer gols. Gabigol e Pedro jogam centralizados, o Muniz consegue recompor na lateral – justificou Ceni após a derrota para o Athletico

– Gabriel e Pedro: eu, até agora, não consigo ver essa possibilidade em começo com os dois. Nem o Gabriel, nem o Pedro, têm essa característica (de atuar pelo lado do campo). O Gabriel mais flutuação, o Pedro mais fixo na área, de proteção, mas a velocidade do lado também é importante para que as jogadas saiam – explicou após o jogo contra o Palmeiras

Na partida contra o Athletico, Gabigol foi substituído quando o Flamengo precisava virar o jogo, o que gerou um incômodo na torcida rubro-negra. A situação piorou com a explicação de Rogério Ceni na coletiva e, apesar de citar a recomposição como principal motivo, os mapas de calor do camisa 9 nas últimas duas temporadas contrariam o treinador.

Na temporada de 2019, Gabigol foi o principal nome do futebol brasileiro. O atacante foi protagonista em todas as conquistas do Flamengo, sendo, inclusive, o artilheiro do Campeonato Brasileiro pela segunda vez consecutiva. Contrariando Rogério Ceni, de acordo com o mapa de calor do jogador, o camisa 9, com Jorge Jesus, tinha total liberdade para se movimentar fora da área.

MAPA DE CALOR GABIGOL NO FLAMENGO – SOFASCORE

A situação fica ainda mais complicada para Ceni se analisarmos a temporada de 2018 de Gabigol. Quando ainda atuava pelo Santos, o atacante também fazia uma forte movimentação pela lateral do campo. Na época, o jogador também foi o artilheiro do Brasileirão, desta vez, com 18 gols.

MAPA DE CALOR GABIGOL NO SANTOS – SOFASCORE

Com Rogério Ceni no comando, Gabigol e Pedro tiveram poucas oportunidades de atuarem lado a lado. Recentemente, a dupla esteve em campo por alguns minutos contra o Ceará. No entanto, apesar de não enxergar com bons olhos a parceria, Rogério Ceni já utilizou outros atacantes simultaneamente, como é o caso do ataque formado por Pedro e Rodrigo Muniz em algumas oportunidades, pareando dois centroavantes, o que contraria a justificativa para a não utilização do camisa 9 ao lado do camisa 21.

Muito questionado por determinadas escolhas, Rogério Ceni prepara a equipe para enfrentar o Grêmio, nesta quinta-feira (28), às 20h (horário de Brasília), na Arena do Grêmio. Atualmente, o Rubro-Negro ocupa a terceira posição com 55 pontos, e precisa da vitória para seguir vivo na busca pelo título do Campeonato Brasileiro.

Publicado em colunadofla.com.