| Futebol

Marcelinho Machado analisa grupos da Sul-Americana

Capitão exaltou a importância de jogar em casa e a dificuldade dos desafios

flameng - Marcelinho Machado analisa grupos da Sul-Americana

Foto: Divulgação/FIBA

A estreia na segunda fase da Liga Sul-Americana está chegando. Nos dias 7, 8 e 9, o Orgulho da Nação inicia a briga por uma vaga nas finais e terá o apoio da Nação no Tijuca Tênis Clube para isso. O capitão do FlaBasquete, Marcelinho Machado, conversou com exclusividade ao site oficial sobre os próximos desafios.

"A expectativa é a melhor possível. Vamos estrear oficialmente em casa já com um torneio mata-mata rápido. Sabemos da importância da Liga Sul-Americana no nosso calendário, pois é nosso primeiro grande objetivo e vamos com tudo para cima", disse o camisa 4.

O jogador aproveitou para analisar os adversários do Rubro-Negro. "O grupo é equilibrado e é o que se espera de uma chave semifinal. Deu para ver bastante a equipe do Estudiantes, pois acompanhamos quando eles estavam no grupo do Vitória. O Pinheiros já conhecemos. O Olímpia será uma surpresa, porém não podemos subestimá-los, pois se chegaram até aqui foi por méritos", avaliou Marcelinho.

"Precisamos fazer nosso jogo, estamos em casa e vamos contar com o apoio da nossa torcida. Vamos para cima e a expectativa é muito boa", completou o capitão.

A Nação Rubro-Negra faz a diferença e é parte importante no caminho do Orgulho da Nação. Garanta já o seu ingresso e vá ao Tijuca Tênis Clube apoiar o FlaBasquete nos dias 7, 8 e 9 de novembro na disputa da Liga Sul-Americana.

As equipes de basquete do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – Estácio, AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR) e Lei de Incentivo Estadual/Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje) do Rio de Janeiro, além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé. O Projeto Anjo da Guarda Rubro-Negro, de transferência fiscal de pessoa física, beneficia todas as modalidades olímpicas do Mais Querido.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/26283/marcelinho-machado-analisa-grupos-da-sul-americana

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.