• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Marcus Souza: “O inesperado acontece”

Sabe na hora de tomar banho, quando ao abrir o chuveiro esperamos aquela água quentinha e somos surpreendidos por um banho de água fria?

Pois é, o inesperado acontece!

Está certo, não tínhamos a pressão dos 50.000 torcedores ao nosso favor, o gramado parecia uma várzea, trocamos o treinador a menos de uma semana, o adversário é um dos fortes candidatos ao título. Temos o gabarito das desculpas prontas, mas será mesmo que cabe uma desculpa para essa estreia?

O Flamengo jogou mal, muito mal, ao ponto de perder para ele mesmo. Inúmeras chances perdidas, uma oportunidade do Bruno Henrique sem goleiro que, guardando suas devidas proporções. me fez lembrar o Deivid decidindo um lance importante. Um Léo Pereira que não se achava em campo, um Filipe Luís que em ritmo de pré temporada e sozinho no lance, definiu o jogo com um gol contra – que vale ressaltar, também me lembrou Marcelo na estreia da Copa do Mundo de 2014. (O fato de ambos serem laterais esquerdos é mera coincidência na atrapalhada).

Para aqueles que acreditam nas coincidências, o histórico 2019 contou com uma derrota para o Atlético MG no primeiro turno. Já para os iludidos da magia rubro negra como eu, talvez seja melhor baixarmos as expectativas para amenizar novos e desagradáveis banhos de água fria.

A temporada é longa e a lista de erros a serem corrigidos também.

Saudações Rubro Negras.

Publicado em colunadofla.com.