Mauro Cezar critica atuação do Fla e afirma que há jogadores privilegiados no elenco

Mauro Cezar critica atuação do Fla e afirma que há jogadores privilegiados no elenco

O Flamengo começou nesta quarta-feira (25), a disputar o returno da fase de grupos da Libertadores. A equipe Rubro-Negra enfrentou o Santa Fe, em Bogotá e saiu apenas com um empate sem gols com o time da casa. No programa Linha de Passes, na ESPN, o jornalista Mauro Cezar Pereira falou sobre o por quê de Maurício Barbieri ter sido efetivado no cargo de técnico do Mais Querido.

– Os jogadores do Flamengo queriam, querem esse Barbieri. Querem um técnico que não tenha tamanho e nem força pra tomar certas decisões. Existe um grupo que domina o ambiente, domina o vestiário, domina o campo do CT, tudo deles. E esse grupo tem uns jogadores privilegiados, Diego é um deles, o William Arão, que sempre está voltando, independente do treinador, mesmo que não justifique sua frequência entre os titulares ou entrando durante os jogos. Hoje a opção do Barbieri de colocar o Arão e não o Éverton Ribeiro a preocupação é não perder e não tentar ganhar os jogos -, disparou Mauro.

A morosidade e conformismo do time são amplamente criticados pela torcida e pela imprensa. O jornalista ainda ressaltou a fraca partida contra os colombianos e a falta de evolução do elenco.

– Atuação sofrível, é mais uma, não se percebe nenhum tipo de evolução, nenhum caminho. Ele tá indo, tentando sobreviver -, concluiu Mauro.

Apesar do resultado, o Flamengo é líder do Grupo 4, com seis pontos ganhos e segue com boas chances de classificação para fase seguinte da competição. O próximo adversário é o Emelec, no dia 16 de maio, no Maracanã.