| Futebol

Mengão 2017 – Impressões…

flameng - Mengão 2017 – Impressões…

Salve, salve Nação mais linda do mundo!

Mais uma semana de trabalho aonde tivemos nossos dois maiores desafios do começo da temporada: Grêmio e Botafogo (sim, mesmo com os times praticamente reservas). Passamos ilesos, mas nem tanto. Explico: fomos inoxidáveis apenas nos resultados das duas partidas, pois ainda há muito o que acertar. As pernas estão um tanto quanto pesadas e o time mudou levemente a sua espinha dorsal. Falta alguma adaptação às novas posições que estão sendo ocupadas nessa nova formação tática e alguns equívocos, reminiscências da temporada passada, continuam acontecendo.

Dito isso, começo ressaltando nossas virtudes. Sei que é começo de temporada, mas já podemos perceber uma mudança (para melhor) no esquema tático do Flamengo. Nosso treinador dá bons indícios de que essa nova forma de atuar deve ser aperfeiçoada ao longo do tempo. É claro que um ajuste fino mostrar-se-á necessário, tanto na rotação inteligente dos jogadores de frente, o que ocorrerá gradualmente com o entrosamento dos jogadores jogo a jogo, quanto na recomposição defensiva, onde a sintonia entre laterais, volantes, zagueiros e atacantes será ajustada naturalmente. Mas nosso time já mostra grande coesão e capacidade evolutiva agregada a um elenco bem qualificado, cujo qual foi pontual e cirurgicamente encorpado durante o período sabático, o que gera boa perspectiva para o
futuro da temporada.

Analisando os pontos a serem melhorados, precisamos de mais qualidade na compactação, um dos pontos em que deixamos a desejar na temporada passada. Os volantes e laterais devem comunicar-se melhor para que a cobertura dos contra-ataques seja feita de maneira eficiente e não corramos tantos riscos como neste início de ano. Pudemos perceber que, mesmo com times tecnicamente muito inferiores, nossos dois últimos adversários levaram algum perigo à meta do Muralha, surpreendendo-nos nos contragolpes.

Outro ponto a ser explorado é a capacidade do time em enfrentar adversários tecnicamente inferiores, que armam suas muralhas defensivas e espreitam pelas ameias em busca de um revide eficaz. Sei que o Flamengo de hoje é mais maduro e focado, busca sempre o resultado e não tem pressa de furar uma boa retranca. Mas isso deve ser feito sem expor tanto o time. As devidas precauções devem ser tomadas para não darmos tantas chances e expormos em demasia nossa defesa. Acho, sinceramente, que o Flamengo necessita bastante trabalho nesse sentido, pois a meu ver essa recomposição é a coisa mais difícil a ser ajustada no futebol competitivo que se joga atualmente.

Reparei também no nervosismo do time após a validação daquele gol estranho do Botafogo. O gol foi perfeitamente legal. O time agiu mal e desistiu da jogada após o assistente ter levantado a bandeirinha para invalidar o gol. Só que eles se esqueceram de que é o juiz quem decide e um lance só é invalidado após o trilar do apito, o que não ocorreu! Esse pequeno momento dúvida não pode acontecer, é fatal. Foi uma atitude juvenil. Devemos estar preparados para coisas piores do que essa quando disputarmos a Libertadores. Além da catimba dos jogadores sul-americanos ser muito maior do que a realizada pelo Botafogo na data de ontem, levaremos várias botinadas ao longo das partidas e devemos ter maturidade para não revidarmos. Sim, temos que jogar duro. Temos de ser viris, mas sempre focados na disputa da bola pois quando o brasileiro parte para o revide, geralmente se excede nas entradas e acaba dando vantagem ao adversário permitindo-os a terminar os jogos em vantagem numérica.

Isto posto, afirmo categoricamente que o time está no caminho certo. Devemos continuar aparando arestas, e continuar mirando nossos objetivos ao longo da temporada para seguirmos protagonizando os campeonatos do antigo esporte bretão. Se o trabalho continuar com a seriedade que está sendo realizado, com dedicação e sabedoria dos jogadores, que compraram a ideia do Zé Ricardo e fecharam o grupo em prol das conquistas, acredito que já colheremos frutos bem fartos e doces neste ano que se inicia.

É extremamente prazeroso ver o Flamengo com um grupo tão qualificado e com uma integralidade que há tempos não víamos e nem ouvíamos falar. Os caras se gostam. Isso é fato. Quer ter essa certeza? É só acompanhá-los nas redes sociais. E todos nós sabemos que um time unido, que sente prazer em estar junto mesmo longe do trabalho vai muito, muito longe. E é capaz de feitos inimagináveis aos olhos de todos, menos de nós, rubro-negros. Pois nós somos a magnética! Ah! Que torcida! Ela vibra, canta, joga junto, entra em campo. É considerada nosso 12º jogador, mas representa muito mais do que isso! É uma sensação que vai muito mais além! Algo surreal, arrebatador, incomensuravelmente inebriante! Mesmo após mais de quatro décadas flamengas, eu ainda me arrepio quando vejo a maior torcida do mundo bradando em ode a seus onze guerreiros negro-encarnados!

Ave Flamengo, os que irão torcer lhe saúdam!!!

O Flamengo simplesmente é!!!
Saudações Rubro-Negras a todos!

Fabio Monken

Sugestões? Críticas? Elogios?
Deixe seu comentário e faça-o com educação e respeito.
O Debate SEMPRE é salutar, mas a ignorância e a falta de educação são os combustíveis dos fracassados!

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/02/mengao-2017-impressoes/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.