| Futebol

Mercadão: Fernandinho esquenta, e André Santos deve comandar "barca"

Fla busca contratações e atacante que deixou Galo ganha força; lateral-esquerdo não deve ser mais aproveitado, Felipe também pode sair e Hernane é sondado

Fernandinho comemora, Atlético-MG x Nacional-COL (Foto: EFE)Fernandinho que estava no Galo deve ser reforço do Rubro-Negro (Foto: EFE)

Vice-lanterna do Campeonato Brasileiro, pedido de renúncia do vice de futebol que criticou a apatia de jogadores, novo técnico ainda sem conseguir uma vitória em cinco jogos – três empates e duas derrotas. Dura cobrança do diretor Felipe Ximenes logo após sua primeira partida, a derrota por 3 a 0 para o Cruzeiro: Ximenes esbravejou com o elenco e garantiu ter carta branca da diretoria para agir. E, diante do clima quente e crise, a ação será em duas frentes: contratações e dispensas. A negociação com Fernandinho, que deixou o Atlético-MG, esquentou. Já André Santos deve ser o comandante da barca que vai zarpar em breve da Gávea. Felipe pode ser outro integrante.

Com seis atuações no Brasileirão, Fernandinho se recusou a enfrentar o Criciúma na semana passada e o clube suspendeu seu contrato. O Al-Jazira é dono dos direitos econômicos do atacante, que foi contratado no ano passado pelo Galo, fez 47 jogos e marcou nove gols.   

Sem falar em nomes, Felipe Ximenes deixou claro depois da derrota para o Cruzeiro: 

- Iremos buscar reforços.  

Andre Santos desembarque Flamengo Rio (Foto: Ivo Gonzales / Agência O Globo)André Santos pode estar de mala pronta para deixar o Fla (Foto: Ivo Gonzales / Agência O Globo)

Já as dispensas precisam ser alinhadas com jogadores e empresários, para somente depois se tornarem públicas. Mas André Santos já projeta seu futuro longe do Flamengo.  Em entrevista ao jornal turco AMK, o lateral-esquerdo do Flamengo, André Santos, não descartou a possibilidade de retornar após o Mundial ao Fernerbahçe, clube turco que já defendeu entre os anos de 2009 e 2011.

- Eu estarei de volta após o Mundial - afirmou o lateral.

Para evitar prejuízos com a saída de André Santos, o Flamengo precisa tratar do encerramento de compromisso de forma amigável. O Rubro-Negro adquiriu 50% dos direitos do lateral, que é dono da outra metade. O vínculo firmado vai até o meio de 2015.

Felipe é outro jogador que terá sua situação analisada. O goleiro tem contrato até o fim de 2015 e ainda não completou sete jogos no Brasileirão, o que impediria a transferência para outro clube do país. Ney Franco chegou a comentar a barração do camisa 1, e disse que somente depois da parada da Copa definirá seu titular: 

- Foi uma decisão técnica. Pelo rendimento do Paulo Victor, queria vê-lo nesses dois jogos (Figueirense e Cruzeiro) e na parada vou definir quem será o goleiro titular.

Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira para explicar a saída do cargo de vice-presidente de futebol, Wallim Vasconcelos não citou nomes, mas criticou a postura de jogadores e disse que Ximenes e Ney Franco terão que detectar os jogadores que não desejam permanecer no clube:

- Acho que a torcida tem toda razão em protestar. Eu faria o mesmo. Mas quero que fique claro o seguinte: nós da diretoria fizemos tudo o que foi solicitado pelos jogadores. E disse para eles que estou esperando a resposta em campo, quero saber quando vai vir. É inadmissível um tipo de comportamento daquele. Admitimos perder, mas da maneira que perdemos não é a maneira que o Flamengo perde, que é lutando até o final e jogando sério. Isso vai ser um trabalho grande para o (diretor Felipe) Ximenes e para o Ney (Franco), saber onde estão os erros e os atletas que não querem ficar. Têm todo o direito, fica quem quer. Mas, se ficar, vai suar a camisa, não é para ficar levando passeio.

Brocador das arábias

Quem foi novamente sondado, mas ainda sem proposta oficial, foi Hernane. Um clube do Catar demonstrou interesse no Brocador e um representante conversará na segunda-feira com a diretoria do Flamengo.

Assediado por clubes do exterior, Hernane chegou a ter a venda decretada para o futebol chinês, mas o Shangai Shenhua não apresentou garantias bancárias da oferta de cerca de R$ 11,2 milhões e o negócio não se concretizou.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.