MONTAGEM DE ELENCO x TREINADOR

MONTAGEM DE ELENCO x TREINADOR

E aí, Nação, como estamos?! Acho que nesse momento a melhor expressão para nosso sentimento seria: Caminhando... Até pelo simples motivo de que parar não é uma opção.

Galera, sou apaixonado por games desde a adolescência e nos últimos dias o que mais tenho feito relacionado a futebol é jogar. Uso o PES2019 (sei que alguns preferem o FIFA, mas esse é o meu preferido) e gostaria de usá-lo pra fazer uma analogia do assunto que quero tratar hoje.

No jogo em questão existe um modo chamado “Master League”, onde você assume um time e, além de jogar, monta de acordo com o seu gosto/necessidade. Há orçamentos para contratações e salários que devem ser respeitados e trabalhados (entre aquisições e vendas) para manter a saúde financeira e a continuidade.

É o que mais gosto e nas últimas versões eu tenho prefirido começar em times menores, de segunda divisão, e, depois de fazê-lo subir, assumir um dos gigantes e ser um técnico vencedor, “dar um jeitinho” de chegar ao nosso Mengão. E como faço pra ser um dos tops? Sendo bastante criterioso na montagem do elenco que vou usar.

Meu time tem 4 esquemas de jogo: 3-5-2, 4-4-2, 4-3-3 e 5-3-2 e os uso DE ACORDO COM A NECESSIDADE e o ADVERSÁRIO. Dou preferência a jogadores velozes em todos os setores, pois independente do esquema, minha principal característica é uma rápida saída para o ataque usando o deslocamento dos atacantes (sempre um de área e um ou dois de lado). Por isso meus meias precisam ter também um bom passe pra fazerem essa ligação.

Na defesa priorizo jogadores altos. Laterais inclusive, pois eles também participam da bola aérea defensiva e precisam disputar com atacantes de boa estatura. Já meus volantes, além da velocidade pra chegarem nos meias/atacantes adversários precisam ter bom poder de marcação.

Ah, procuro também por jogadores “polivalentes” que façam dupla função (laterais e alas que joguem nos dois lados, volantes que sejam meias de ligação, atacante de lado que também possa jogar na área, etc.).

Então, apesar de estar aqui falando de um game, podemos dizer que há muita semelhança com a vida real, não é mesmo?! E isso não parece ser uma mera coincidência, pois essa semana vi uma matéria falando que o recém demitido técnico do São Paulo, André Jardine, tinha como preferência que seu time fosse “reativo”, como se diz hoje em dia, com deslocamentos velozes, e saída em poucos toques para ataque. Aí eu pergunto: Com os jogadores que tinha no elenco isso seria possível?! Creio que não! E aqui temos duas situações que mexem com a relação treinador x clube x time x torcida:

1 – elencos montados à revelia dos treinadores e/ou treinadores escolhidos sem observar se seus métodos de trabalho se encaixam com o elenco já existente.

2 – treinadores que ou não querem (por estarem presos às suas filosofias), ou são incapazes (por não saberem) de montar o time de acordo com as características dos jogadores presentes.

Temo que o Flamengo esteja passando por essa situação no momento com o Abel. E tem me incomodado muito sua insistência em dizer que “O time desse ano é contrário ao do ano passado, pois não se acomoda!” Só que os times dos anos anteriores tinha titulares e esquema definidos e uma visível organização. E não estou aqui fazendo defesa de treinador, pois isso aconteceu com Zé Ricardo, Rueda, Barbieri, Dorival e até mesmo com o Carpegiani (Obs.: lembrem-se que ele foi demitido após inventar e perder pro Botafogo, mas até ali tinha 11 vitorias, 3 empates e 2 derrotas – com time reserva contra Fluminense e Macaé – incluindo aí 2 jogos pela Libertadores e clássicos contra o próprio Botafogo e o Vasco).

Mantenho meu voto de confiança no nosso treinador, mas acho que é hora de parar com as comparações e trabalhar pra botar esse elenco pra jogar da maneira que a qualidade dos jogadores nos faz desejar.

Que já amanhã ele nos mostre ao que veio e o que podemos esperar do time a partir da terça-feira de Carnaval, que é quando o ano realmente começa.

Saudações Rubro-Negras!

(PS: sei que o assunto mais comentado é o acontecido no Ninho, mas, falo por mim, já estou saturado de tanto ver/ler/ouvir sobre isso e a nossa Diretoria está conseguindo piorar algo que já foi bastante ruim e vai nos perseguir pelo resto da vida. Preferi dar um tempo...)

Clique aqui e faça parte do nosso canal do Telegram e receba todas as notícias em tempo real.