| Futebol

Mozer critica diretoria do Flamengo por ter dado férias aos jogadores

Ex-zagueiro revela o desejo de voltar ao Brasil em breve e treinar o clube um dia

Mozer (Foto: Reprodução)Mozer criticou a diretoria por ter dado férias aos jogadores do Flamengo (Foto: Reprodução)

O ex-zagueiro Mozer, um dos maiores defensores da história do Flamengo e que era titular da equipe que conquistou a Libertadores e o Mundial, em 1981, criticou a diretoria do clube, que deu férias de 15 dias para os jogadores e comissão técnica por conta da interrupção no calendário do futebol brasileiro para a disputa da Copa do Mundo, mesmo com o time ocupando a penúltima colocação no Campeonato Brasileiro, com apenas sete pontos conquistados nas nove primeiras rodadas da competição. Segundo ele, independente do que tinha sido acordado, o time tinha que continuar treinando, pois o técnico Ney Franco tinha chegado há pouco tempo e não conhecia bem o elenco.  

- O mais importante era estar treinando. O time tem um treinador novo (Ney Franco), um diretor novo (Felipe Ximenes) e a necessidade de recuperar pontos na tabela de classificação do Brasileiro. Não tinha que ter dado férias para uma equipe que não está jogando bem. O diretor chegou parecendo que queria matar todo mundo. Depois dá férias para a comissão técnica e os jogadores. Independente do que tinha sido acordado era preciso reunir o grupo com calma e conversar, explicando a importância do time continuar treinando com a chegada do novo técnico, diante da necessidade de recuperar pontos, para que pudesse estar em perfeitas condições na retomada do campeonato. Isso seria o ideal sem competições, pois o Flamengo necessita de uma motivação nova - disse em entrevista à Rádio Brasil.  

Mozer também revelou a intenção de voltar ao Brasil num futuro bem próximo após muitos anos morando no exterior (Portugal), além do sonho de ser técnico do Flamengo.

- Tenho o sonho de treinar o Flamengo. Passei a minha infância e juventude no Flamengo. Tive o prazer de participar de uma das equipes que mais deram alegrias aos torcedores. Fiquei no clube dos 15 aos 27 anos. Foi um enorme aprendizado para que eu pudesse ter uma carreira muito positiva no exterior também. Gostaria de transmitir isso aos mais jovens também. E no Flamengo tem que ser diferente de todos os outros times, pois tem uma massa vencedora.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.