Muito desfalcado, Flamengo tenta abrir nova página contra Ponte Preta

Muito desfalcado, Flamengo tenta abrir nova página contra Ponte Preta

Cinco dias após perder a final da Copa do Brasil para o Cruzeiro, em Belo Horizonte, o Flamengo quer virar a página e pensar em outros desafios. Nesta segunda-feira, às 20h, a equipe do técnico Reinaldo Rueda encara a Ponte Preta, em Campinas, no fechamento da 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Sétimo colocado com 39 pontos, o rubro-negro tenta se aproximar dos líderes da competição, mas não terá vida fácil, apesar de o rival estar na zona de rebaixamento, com apenas 28 pontos. Em caso de vitória, o Flamengo sobe para quinto.

Para a partida, o time terá desfalques de peso: o lateral Trauco, o volante Cuéllar e o atacante Guerrero, que servem às suas seleções, e Berrío, suspenso. Além destes, não viajaram para Campinas o atacante Éverton e o zagueiro Juan, poupados pelo técnico. Eles devem ser substituídos por Rodholfo e Geuvânio ou Vinícius Júnior. O clube não liberou o jovem atacante para a seleção brasileira sub-17.

REENCONTRO COM SHEIK

Na lateral esquerda, joga Renê. No lugar de Cuéllar, volta o questionado Márcio Araújo. No ataque, Lucas Paquetá deve jogar de centroavante e Éverton Ribeiro entra na ponta.

Do lado da Ponte Preta, o veterano Emerson Sheik é a esperança de gols. E o jogador prometeu não dar moleza no reencontro com o ex-clube.

— Não vejo uma desmotivação deles, pelo contrário. Perderam, vão querer vir aqui ganhar o jogo, tentarão continuar vivos no Campeonato Brasileiro e talvez busquem a classificação para a Libertadores. Certamente eles vem para fazer um jogo bom, mas não irão encontrar moleza, porque aqui também tem onze que querem ganhar — disse Sheik, evitando polêmicas.

É bom frisar que o Flamengo, com Rueda, ainda não venceu fora de casa.