Na estreia da Arena Carioca, Flamengo vence clássico contra Vasco em tarde de Marcelinho

Na estreia da Arena Carioca, Flamengo vence clássico contra Vasco em tarde de Marcelinho
Em sua última temporada, Marcelinho vem atuando como um reforço vindo do banco, entrando em momentos pontuais e sempre ajudando muito a equipe. Mas neste sábado, contra o Vasco, o capitão resolveu que seria O Cara. Uma atuação espetacular do camisa quatro liderou o Flamengo com  na vitória sobre o maior rival por 89x81 e fez a Arena Carioca 1, com mais de três mil torcedores presentes, explodir ao fim da grande partida. Agora, o Mais Querido comemora o fim de ano e volta à quadra apenas dia 07 de janeiro (domingo), também na Arena Carioca, contra o Pinheiros. 

O Flamengo começou a partida com Pecos, Ramon, Olivinha, Marquinhos e JP Batista no quinteto inicial. E mesmo com a torcida a favor do Mais Querido, quem começou melhor foi o Vasco, que abriu 0x5 e administrou a diferença, que chegou a nove, a dois minutos para o final. Neto não parou o jogo, mas mexeu bastante na equipe, colocando Pilar e Rhett para acertar o lado defensivo, porém a etapa terminou com 15x26 para os vascaínos.

O cenário mudou bastante no segundo quarto. Com Marcelinho em quadra, o Flamengo foi para cima e o camisa quatro já abriu a etapa com um arremesso certeiro de longe. O Mais Querido estava melhor e foi trabalhando para diminuir a diferença. E foi exatamente Marcelinho, faltando quatro para o final, que virou a partida com outra bola de três, colocando o Flamengo na frente em 32x31. O Vasco reagiu e virou com Lucas, mas Pecos achou Marcelinho livre e o Flamengo liderava de novo, por 34x33. Faltando cinco segundos, Marcelinho acertou lance livre e colocou o Flamengo na frente em 40x39, mas Guilherme, no último segundo, acertou de três e o vasco terminou o primeiro tempo na frente (40x42).

Na volta para o segundo tempo, o Flamengo veio com Ramon, Marcelinho, Marquinhos, Olivinha e JP Batista. E foi o Mais Querido que marcou primeiro, após assistência de Marcelinho que encontrou JP embaixo do aro, para empatar a partida. Com a marcação ajustada, o Flamengo começou a tomar conta do quarto. JP ampliou para 49x46 e depois de roubar a bola, Ramon deixou Marcelinho na boa para fazer mais dois e forçar o pedido de tempo do Vasco com 5 minutos para o final. Depois foi segurar para fechar a etapa na frente em 63x62.

Veio o último quarto e o Flamengo dominou completamente. Marcelinho abriu com três. João Vitor invadiu o garrafão e marcou mais dois. Rhett também acertou a mão e ampliou. O Vasco pediu tempo com o placar apontando 72x63, a maior vantagem rubro-negra na partida. Porém, o time se perdeu em quadra e deixou o Vasco encostar, chegando a 69 pontos, o que fez Neto parar a partida. Deu certo. Na volta, Rhett mandou de três para 75x71. A sequência se manteve boa para o Flamengo, que voltou a abrir vantagem. Faltando três minutos, Marquinhos, Marcelinho e Olivinha mostram como os anos de entrosamento fazem a diferença. Troca rápida de passes para finalização de Olivinha e o placar marcou 80x73.

O final foi nervoso. O último minuto foi uma sucessão de lances livres e faltas. Nenhum time conseguiu armar jogada. Faltando 35 segundos, o Flamengo liderava por 84x80, quando Neto pediu tempo para armar o ataque. A conversa funcionou e o Flamengo não deu mais chances ao Vasco até o final, que terminou com uma catarse na arena após a enterrada de MJ no último segundo. Vitória garantida em mais uma rodada no NBB.