Desde 2013, quando Eduardo Bandeira de Mello assumiu a gestão rubro-negra com uma política de sanar compromissos financeiros para depois dar mais valor ao futebol, a equipe não vem conseguindo fazer boas campanhas no Brasileirão. A melhor delas foi no ano passado, quando flertou com o título e acabou na terceira colocação com nove pontos a menos que o campeão Palmeiras. Há quatro anos, beneficiada pela punição dada pelo STJD à Portuguesa, acabou ficando na 16ª colocação e escapando da queda. Em 2014 e 2015, ficou em 10º e 12º, respectivamente. Atualmente, ocupa a 7ª posição mesmo com um elenco milionário.

Em levantamento do site da ​ESPN que considerou apenas as equipes que disputaram o campeonato de 2013 para cá, o Fla é o 7º que mais somou pontos. No total, são 260 – 0 Corinthians aparece no topo da lista, com 310. Ao mesmo tempo, a instituição carioca é a que mais faturou. Com uma receita que saltou de R$ 272,9 milhões para R$ 510,1 milhões anuais, soma 1,485 bilhão – Corinthians, São Paulo e Cruzeiro também estão na casa do “bilhão” e estão logo abaixo do Mengão. Ou seja, na proporção futebol x cofre cheio, o clube ainda está devendo dentro de campo.