Nado Sincronizado tem projeto integrado com a Escola de Esportes

Nado Sincronizado tem projeto integrado com a Escola de Esportes

Foto: Divulgação/ Flamengo

Na última terça-feira (25), os alunos da Escola de Esportes Sempre Flamengo na modalidade nado sincronizado passaram por avaliações individuais que o credenciam ou não para integrar as pré-equipes e equipes do clube. O trabalho é coordenado pela treinadora Roberta Perillier, que está há cerca de duas décadas na borda das piscinas da Gávea formando multicampeãos e com frequentes convocações para a seleção brasileira. Nesta semana, alunos da escolinha rubro-negra passaram pelo exigente crivo da Beta, que explica como funciona o processo.

"Finalizamos uma das etapas de trabalho que julgo muito importante, as avaliações individuais dos nossos alunos na Escola de Esportes. O objetivo desta avaliação visa os dois lados do processo de aprendizagem – o professor e o aluno. Para o aluno, serve como parâmetro de conhecimento, melhoria técnica e incentivo. Já para o professor, mede o nível de aprendizado de seus alunos, revisando os pontos que não estão sendo tão bem assimilados e precisam ser reforçados. Além disso permite que iniciemos um planejamento de detecção de novos atletas para a equipe e um controle na linha de trabalho técnico da modalidade", explica.

Beta atua diretamente nas avaliações, em conjunto com a professora da Escola de Esportes, Thaís Teles. Esse processo é periódico e faz parte da formação de atletas seguindo uma mesma filosofia de trabalho, dialogando a mesma "língua", desde a Escola, passando pela base, até o atleta de ponta. Na maior parte delas, com êxito. Reconhecida nacionalmente por constantemente emplacar peças importantes nas seleções brasileiras das mais diversas categorias do nado, como as seis atletas do Flamengo que estão representando o Brasil nesta semana na Colômbia, no Sul-americano, Beta é a responsável por alinhar todo o processo técnico do nado sincronizado do Mais Querido. Além de Thaís, quem também trabalha em conjunto com a treinadora multicampeã é Marina Valadão, hoje técnica do Infantil e do Juvenil, e assistente técnica no Junior e Sênior.  Carlos Alexandre Assis é o preparador físico do CUIDAR responsável pelos treinamentos no Centro de Forças para a modalidade.

Ainda sobre as avaliações da Escola de Esportes Sempre Flamengo, Roberta Perillier explica que usa o mesmo conceito aplicado na Confederação Brasileira, com isso, diminuindo o gap técnico de um atleta que sai do clube e vai representar o país quando convocado.

"O instrumento que utilizamos é o mesmo das equipes  de ponta do Flamengo, e que também é utilizado nas seletivas pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA). Obviamente este instrumento de avaliação físico-técnica recebe as devidas adaptações de acordo com a categoria e o nível de cada atleta e aluno", diz. E ela ainda completa:

"Essa é uma oportunidade que tenho de me aproximar da minha professora, mantendo alinhados os nossos objetivos, a linha de trabalho, o desenvolvimento do ensino do nado sincronizado do Flamengo", finaliza Beta.

As equipes de nado sincronizado do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR), além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé. O Projeto Anjo da Guarda Rubro-Negro, de transferência fiscal de pessoa física, beneficia todas as modalidades olímpicas do Mais Querido.