“Estamos pagando caro por não estarmos vencendo”, resumiu o zagueiro e capitão Réver. Na 7ª colocação com apenas 40 pontos conquistados (são, por exemplo, 18 a menos que o líder Corinthians, de contratações bem mais modestas), o clube luta para se garantir na Libertadores do ano que vem - hoje, estaria com a última vaga para a fase preliminar. Só que, ao mesmo tempo, vê a aproximação de equipes como Atlético-MG (37 pontos) e Vasco (36). Ou seja, qualquer descuido pode ser fatal.

Por isso, não se pode ignorar as contestações vindas das arquibancadas. “Eles (torcedores) querem que o time ganhe. Por isso, pelo resultado, têm toda a razão em protestar. Existe uma exigência de vitórias. Pelo sentimento, pela paixão, estão com todo o direito”, afirmou Rueda. “Também estamos decepcionados pelo momento que vivemos. Precisamos correr ainda mais para reverter esta situação”, completou o meia Everton Ribeiro, uma das joias contratadas no meio desta temporada.