| Futebol

NÃO PODIA SER DIFERENTE

ÁRBITRO OU METRALHA?

O que todos nós temíamos, mas duvidávamos, aconteceu. O Flamengo foi cirurgicamente roubado diante de 48.221 pagantes.

O mais engraçado é que não vi o mesmo apelo, que aconteceu após o primeiro jogo das semifinais, quando o árbitro errou em não expulsar o Jonas.

Só que neste último jogo aconteceram muitos mais erros crassos e eu posso rapidamente enumerá-los:

- Diante de tanto furor da imprensa, por que o árbitro não expulsou  Cristiano quando entrou de forma violenta nas costas do Anderson Pico, jogada ainda mais covarde que a do Jonas, uma vez que Anderson não tinha nem como se defender?  

- Por que o rapaz do apito não marcou um pênalti em cima do Pará?

- Onde estava o critério do árbitro ao marcar o pênalti a favor do Vasco, pois o mesmo foi muito menos escandaloso do que o que ocorreu a nosso favor e ele fez vista grossa?

- Após o gol vascaíno, por que o cidadão não deu cartão amarelo e consequentemente o vermelho ao atacante cruz-maltino, se o mesmo foi comemorar com a torcida e a orientação da CBF é que seja punido com cartão amarelo para quem faça isso?

O mais engraçado é que tinham amigos aqui no site, como o Monken, que chegou a dizer que não teriam peito de nos prejudicar dentro de campo.

Contudo, mesmo com todos esses absurdos que relacionei, não acredito que fomos eliminados única e exclusivamente pelo homem de preto.

Acho que começamos a dizer adeus ao campeonato, quando o nosso treinador Luxa foi ao programa Bem Amigos e disse em alto e bom tom que ouviria propostas de outros times. E ali, acredito eu, que nosso treinador perdeu o respeito dos atletas e alguns jogadores pararam de correr pelo professor.

Mesmo achando o Luxa um dos melhores treinadores do país, senão o melhor, não consigo entender suas invencionices a cada jogo decisivo. Por que mudar as escalações de um time já tão mexido por contusões? Será que não seria melhor manter o Gabriel, uma vez que foi ele o maior criador de jogadas perigosas no jogo anterior?

As inúmeras contusões sem explicação foram mais um complicador.

Como pode nosso time, que é reconhecidamente melhor tecnicamente que o Vasco, não conseguir fazer um único gol em cento e oitenta minutos num time tão fraquinho?

É inaceitável jogarmos dois jogos contra o Vasco e nas duas partidas nos apresentarmos com menos raça e com menos entrega que eles.

Por tudo isso, não acho que merecíamos a classificação para a final.

A final do Cariocão 2015 será entre Botafogo e Vasco, bem da forma que a FERJ queria, será coincidência? Claro que não, o Vasco teve oito pênaltis assinalados a seu favor no decorrer da competição, onde Botafogo, Fluminense e Flamengo tiveram sete, se somarmos as penalidades dos três times. Então, não poderia ser diferente essa classificação vascaína. O nosso Presidente Ricardo Perez já cantava essa pedra na véspera desse jogo.

Acredito que o foguinho será o próximo a ser operado e não duvidem que seja novamente através de outro pênalti. As cartas estão marcadas há um bom tempo, só cego que não vê. E o campeonato mais criticado dos últimos anos, terminará ainda mais sem credibilidade do que quando começou. Não sei se os jogos são intermediados por árbitros ou Metralhas.

Saudações Rubro-Negras!

Mengão Sempre!  


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.