Conca é o que tem a situação mais bem encaminhada entre os três. O Fla já entrou em acordo com o Shanghai SIPG, clube ao qual pertence o atleta e que aceitou emprestá-lo por uma temporada. O Rubro-Negro pagará menos da metade do salário que o meia recebe na China.

Em relação a Romulo, o Flamengo já acertou as bases do contrato com o volante e aguarda a liberação do Spartak Moscou. Para isso, aguarda o jogador se apresentar ao clube russo, em janeiro, para convencer os dirigentes. A ideia é que o atleta abra mão do que teria a receber até junho, quando termina seu contrato, e o Rubro-Negro carioca pague esse valor durante o vínculo entre as partes.

Marinho é o atacante com mais chances de chegar à Gávea - o Fla procurou também Vitinho e Willian. A multa rescisória do jogador é de R$ 17,7 milhões, valor que o clube não está disposto a pagar integralmente. A intenção dos dirigentes cariocas é comprar metade dos direitos econômicos do atleta.

Há chances de que o Fla anuncie um dos reforços ainda em dezembro, mas a tendência é que a confirmação venha apenas em 2017.

​​