Neto: "O momento é bom, mas queremos mais"

Neto: "O momento é bom, mas queremos mais"
Evoluir sempre. Esse é o lema do time comandado por José Neto. Quase um mantra. E faz sentido. Após cada vitória conquistada, o treinador do basquete rubro-negro salienta sempre a necessidade de corrigir problemas e melhorar ainda mais como time. Neste sábado, depois de superar o Vasco da Gama por 89 a 75, não foi diferente. Neto elogiou seus comandados pela distribuição e equilíbrio, mas afirmou que ainda vai querer mais do time. E sabe que a equipe pode retribuir. Atual líder do NBB, Neto sabe que nada está decidido e ainda há muita estrada pela frente.

"Acho que para este momento (liderança) é bastante satisfatório. Mas para aquilo que a gente quer, ainda precisamos evoluir como equipe. A gente vem evoluindo e mostrando que pode fazer ainda mais e é isso que estamos fazendo no dia a dia", disse o treinador após o jogo. José Neto não poupou o time de elogios também, principalmente pela aplicação em quadra e na obediência para seguir o que foi planejado na semana cheia de treinos que o Flamengo teve. 

"Ganhar hoje foi muito importante. Falamos sempre antes dos jogos, mas é importante falar no final também. Uma vitória que tem uma importância muito grande. Os jogadores mostraram e executaram muito bem tudo aquilo que a gente planificou e acredito que foi muito mérito da semana de trabalho que tivemos e a evolução do time", afirmou.

E se o Flamengo ganhou oito seguidas, a ideia é buscar a nona. O que foi feito já ficou para trás. O foco está na prócima quinta-feira, contra o Campo Mourão, na Arena Carioca 1, às 20h30, quando o FlaBasquete tentará manter sua vantagem na tabela de classificação.

"As oito vitórias, nós não olhamos muito para isso. É um grande erro que podemos fazer jogar as próximas partidas pensando nas oito que a gente ganhou. A gente sempre olha a próxima partida como a mais importante e aquela a ser vencida. É assim que a gente trabalha e vamos focar nisso para ganhar mais uma em casa", completou o treinador.

A gente vê muito dessa coletividade quando a gente vê os números, que mostra muito de pontuação. Hoje tivemos cinco com mais de 10 pontos, outros com nove pontos. Mas eu acredito que o elenco é mais do que isso. A gente vê na disposição e na energia que o time joga defensivamente. Se hoje tivemos o mérito da vitória, foi o mérito defensivo, que não aparece tanto nos números. Muito da vitória foi pela defesa que a gente fez, vindo de trás para frente, como a gente joga.

As equipes de basquete do Clube de Regatas do Flamengo contam com recursos de seus patrocinadores – thinkseg, Estácio, AmBev, Rede D’or, IRB Brasil RE, CSN, Brasil Plural, EY – via Lei de Incentivo Federal/Ministério do Esporte (IR) e Lei de Incentivo Estadual/Secretaria de Estado de Esporte, Lazer e Juventude (Seelje) do Rio de Janeiro, além de apoio do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC) proveniente da descentralização de recursos oriundos da Lei Pelé. O Projeto Anjo da Guarda Rubro-Negro, de transferência fiscal de pessoa física, beneficia todas as modalidades olímpicas do Mais Querido.