| Futebol

Ney Franco deixa o Flamengo, e Luxemburgo vai assumir a equipe

Ex-atacante Deivid será o auxiliar técnico, enquanto Antonio Mello retorna para a preparação física do time rubro-negro

vanderlei luxemburgo flamengo x potosi (Foto: AP)Vanderlei Luxemburgo foi demitido em 2012 após perder queda de braço com Ronaldinho (Foto: AP)

Após sobreviver à goleada por 4 a 0 para o Internacional no último domingo, Ney Franco não é mais técnico do Flamengo. Desde que retornou ao clube para uma segunda passagem, o comandante comandou a equipe em sete partidas, com quatro derrotas e três empates. Vanderlei Luxemburgo assumirá o comando rubro-negro a partir desta quinta-feira..

Essa será a quarta passagem do treinador pelo rubro-negro, tendo ao seu lado o ex-atacante Deivid como auxiliar técnico. Antonio Mello será o novo preparador físico e já participa do treino desta quarta-feira à tarde, no Ninho do Urubu. A estreia da nova comissão será no clássico deste domingo, contra o Botafogo, no Maracanã, às 18h30. O time está na lanterna do Brasileiro, com apenas sete pontos.

Luxemburgo não trabalha desde novembro do ano passado, quando foi demitido do Fluminense na reta final do nacional com o clube na zona do rebaixamento. Sua última passagem pelo Rubro-Negro foi entre 2010-2012, quando venceu o Carioca de 2011. Antes, passou em 1991 e 1995, sem conquistas.

Há dois anos, Luxa foi demitido do clube ainda na gestão de Patricia Amorim após perder queda de braço contra Ronaldinho Gaúcho, então astro da equipe, em fevereiro de 2012. Porém, em maio, o meia-atacante entrou na Justiça e deixou o clube alegando atrasos no pagamento.

Queda anunciada

Ney Franco no treino do Flamengo (Foto: Marcos Tristão / Agência O Globo)Ney Franco deixa o Flamengo após apenas sete partidas (Foto: Marcos Tristão / Agência O Globo)

Ney Franco vinha sendo muito pressionado. Correntes dentro do clube questionavam o fato de a equipe não ter apresentado padrão de jogo mesmo após um mês de treinamentos durante a paralisação para Copa do Mundo e ter sido presa tão fácil para o Internacional. As opções táticas do treinador também vinham sendo questionadas internamente, assim como os improvisos realizados diante de Atlético-PR e Internacional. Somente nas duas últimas partidas, após a parada para Copa do Mundo, o treinador utilizou 18 jogadores e mudou o esquema do 3-5-2, muito trabalhado no período sem jogos, para o 4-4-2.

Nessa terça-feira, o diretor executivo Felipe Ximenes concedeu entrevista no Ninho do Urubu, na qual disse que o momento era de “clareza na tomada de decisões”. O dirigente falou sobre Ney Franco e o garantiu no cargo.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.