| Futebol

Ney justifica mudanças no Fla e já escala Chicão para pegar o Cruzeiro

Treinador diz que saída do zagueiro se deu apenas por precaução na parte física, ressalta que Samir também joga na lateral e espera para confirmar Felipe e Alecgol

Quatro mudanças para encarar o Figueirense e uma outra já garantida para partida contra o Cruzeiro, domingo, em Uberlândia. Ao explicar as voltas de Felipe, Elano, Alecsandro e, principalmente, André Santos ao time titular do Flamengo, Ney Franco revelou, por tabela, um novo titular em seu time ideal: Chicão. Um dos melhores em campo no empate por 0 a 0 com o Santos, no último domingo, o zagueiro volta para o banco de reservas somente por questões físicas e, se tudo ocorrer dentro da normalidade, será escalado diante dos mineiros. Assim, a tendência é que Samir ocupe a lateral esquerda na vaga de André.

Ney Franco explicou que sacou Chicão por precaução diante da lesão muscular na coxa sofrida recentemente, e não por questões técnicas.

- Para falar da escalação, temos que entrar no tema Chicão. Assim como optei por segurar o Elano, ele é um jogador que vem de uma inatividade. Temos que ter cuidado por lesão muscular e o tempo que levam para recuperar de um jogo para o outro. Conversei com o Chicão e chegamos a um acordo que era recomendado segurá-lo para não correr riscos, e tê-lo inteiro diante do Cruzeiro. Se tudo ocorrer normalmente, estará no campo contra o Cruzeiro. Em cima disso, colocamos em campo uma nova formação com uma linha de quatro tradicional. Esse adversário pede que tenhamos dois laterais de ofício. O André Santos é opção minha.

O treinador rubro-negro fez questão de frisar ainda que em momento algum do empate com o Peixe o Flamengo se posicionou com três zagueiros em campo. Naquela partida, o escolhido para substituir Samir, que jogou aberto pela esquerda, foi João Paulo. Ney justificou a opção por André Santos desta vez de acordo com a característica do time do Figueirense.

- Não jogamos com três zagueiros (contra o Santos). O Samir jogou de lateral-esquerdo. Não mudamos o sistema, somente peças. Está saindo um lateral e entrando outro. Tinha duas opções, e optei pelo André também. É um jogo que pede mais laterais ofensivos também. É a melhor opção para o início da partida.

Por fim, o comandante do Flamengo falou ainda sobre as situações de Alecsandro e Felipe. O primeiro será reavaliado em São Paulo para saber se terá condição de jogo, enquanto o goleiro terá um diálogo particular com Ney Franco sobre seu momento para entrar em campo depois da polêmica falta ao treinamento da última sexta-feira.

- Tem dois jogadores que tenho que conversar ainda após o treinamento, que são Felipe e Alecsandro. O Alecsandro treinou bem, achamos prudente tirá-lo da última parte do treinamento. Ele viaja e passa por uma reavaliação. O Felipe é uma conversa em outro aspecto, não físico, mas emocional e de postura.

Com seis pontos, o Flamengo é somente o 16º colocado na tabela, e encara o lanterna Figueirense quinta-feira, às 19h30m (de Brasília), no Morumbi, em São Paulo, pela oitava rodada. De acordo com o treinamento desta quarta, o time que entrará em campo terá Felipe, Léo Moura, Wallace, Samir e André Santos; Amaral, Márcio Araújo, Luiz Antonio e Elano; Paulinho e Alecsandro (Mattheus).

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.