"O Santos entrou na justiça com a gente. São detalhes que ninguém sabe. É complicado. As pessoas só sabem da história por fora. Não tenho obrigação nenhuma de dar parabéns ao Santos, não sou obrigado a fazer o que todos querem", respondeu sem pestanejar.

A demanda judicial envolvendo a ida do craque para a Catalunha também tem o próprio Barcelona, o pai do jogador, Neymar da Silva Santos, e sua empresa, Neymar Sports e Marketing Ltda, como réus. O Peixe é o autor da ação, que teve início em maio de 2015.

Ao final da conversa, o camisa 10 da Seleção Brasileira ainda deu uma declaração que deixou uma certa torcida carioca bem esperançosa:

Eu tenho muita vontade de jogar pelo Flamengo, Maracanã lotado, Libertadores”, concluiu.

​​