| Futebol

Nixon, chorando demais, lembra lesão e desabafa: "A gente trabalha muito"

Camisa 29 teve problema na coxa direita, contratempo que diminuiu suas oportunidades com Luxemburgo por um mês

O Flamengo martelou tanto que conseguiu vitória épica contra o Figueirense no Orlando Scarpelli, conquistada com gol chorado aos 47 minutos do segundo tempo. Choro, aliás, não faltou depois do jogo. Nixon precisou pegar ar para começar a falar. Aos prantos, lembrou de lesão sofrida na coxa, problema que reduziu suas chances de jogar no último mês. (confira vídeo do gol abaixo, responsável por fechar o placar em 2 a 1)

- A gente trabalha muito. Não foi para a minha glória, foi para a glória de Deus, que é fiel e sabe o quanto a gente luta e trabalha. Vinha trabalhando muito, tive uma lesão na coxa há um mês. Fiquei um mês parado, e, depois dela, vinha treinando bem e sempre acreditando em oportunidade. No momento em que o professor me chamou, sabia que Deus estava preparando um momento especial para mim - afirmou o camisa 29, que citou Deus por inúmeras vezes em seu discurso.

 



Nixon só diminuiu a emoção ao citar a procura por Chicão, que o assistiu no segundo gol rubro-negro. Queria abraçá-lo e agradecer pelo passe.

- Eu o procurei ali também, mas ele já tinha descido.

O jovem, de 22 anos, lembrou que já esperava por algo de interessante nesta quarta-feira, pois já havia protagonizado lance de muito perigo.

- Houve duas jogadas importantes. Na minha primeira bola, quase saiu o gol do Canteros (Nixon deu a bola para o argentino). Na vida do ser humano, sempre vão existir lutas e aflições. Temos que trabalhar cada vez mais com o professor Luxa para conquistar nossos objetivos - concluiu.

Autor do cruzamento para o segundo gol, Chicão enalteceu o espírito de luta da equipe, que não esmoreceu e acreditou até o fim. O gol nos acréscimos premiou a persistência do Rubro-Negro.

- A equipe vem jogando bem. Infelizmente, o resultado não vinha acontecendo. Mais uma vez, brigamos e fomos premiados com a vitória. Não podemos desistir nunca em campo. Tentei cavar para trás, o Nixon foi feliz e fez o gol da vitória.

No próximo domingo, o Flamengo volta a campo às 16h, no Maracanã. Décimo primeiro colocado na tabela, o Rubro-Negro receberá o Cruzeiro, líder da competição e campeão brasileiro no ano passado.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.