| Futebol

No Flamego, Rafael Vaz se reencontra defensivamente

flameng - No Flamego, Rafael Vaz se reencontra defensivamente

Rafael Vaz tem feito boas partidas pelo Flamengo (Foto: AFP)

Dia 7 de julho de 2013, Rafael Vaz faz sua estreia pelo Vasco. O Cruz-Maltino perde por 5 a 3 para o Internacional, mas o zagueiro, recém-contratado do Ceará, marca em chute forte de fora da área e deixa um belo cartão de visitas. Vinte dias depois, apesar da ‘concorrência’ de Juninho Pernambucano, cobrou linda falta de pé esquerdo e faz um dos gols na vitória por 3 a 2 sobre o Criciúma.

Depois vieram golaços, como o de voleio sobre o Friburguense, no Carioca de 2014, e importantes, como no clássico com o Flamengo este ano, o do título estadual contra o Botafogo e o da classificação vascaína na Copa do Brasil, contra o Remo. Ao todo, foram 47 jogos e dez gols pelo clube de São Januário.

Apesar de goleador, Vaz não conseguiu se firmar como titular no Vasco. Era constantemente criticado pelas falhas defensivas, chegou a ficar mais de um ano sem atuar e foi improvisado como volante e até atacante por Jorginho. A mudança de posição parecia inevitável, até que acertou com o Flamengo.

Contratado pelo Rubro-Negro em junho, Rafael encontrou seu espaço com Zé Ricardo, apesar da forte concorrência no elenco, que conta com Réver, Juan e Donatti. E tem feito por merecer a posição, mesmo sem estufar as redes. Os números defensivos mostram isso.

No Vasco, Vaz havia disputado 11 jogos em 2016, marcando quatro gols e conseguindo o mesmo número em desarmes. No time da Gávea, o zagueiro largou o status de goleador mas cresceu como defensor. Em 20 partidas no Brasileirão, conseguiu 27 roubos de bola. Ou seja, sua média, que no Cruz-Maltino era de 0,36, subiu para 1,35. Quase quatro vezes mais.

Na última rodada do campeonato, contra o Cruzeiro, o camisa 33 chegou a marca de 201 rebatidas defensivas e entrou na lista dos dez jogadores mais participativos neste fundamento. Os cortes na zaga, pelo alto e por baixo, tem sido uma das armas de Rafael. Contra o Palmeiras, na chamada ‘decisão antecipada’, atingiu o seu melhor número na competição, com 20 rebatidas, e ganhou moral com a torcida.

Após fazer fama de zagueiro-artilheiro, Rafael Vaz aos poucos tem se firmado no Flamengo como ‘zagueiro-zagueiro’.

Fonte: http://www.lance.com.br/flamengo/flamego-rafael-vaz-reencontra-defensivamente.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.