No tratamento, o jogador precisou passar por procedimentos cirúrgicos e 21 sessões de quimioterapia. Oficialmente livre do câncer, Ederson começa a dar os primeiros passos para retomar sua carreira no Flamengo.

De acordo com o ​Globoesporte, o meia iniciou fisioterapia respiratória para se recuperar dos efeitos causados pela quimioterapia. Todavia, Ederson ainda não está liberado pelo seu médico pessoal para retornar às atividades oficiais. O jogador só será liberado para os treinamentos com o aval do médico particular e do Departamento Médico rubro-negro.

Ederson chegou ao Flamengo em 2015, mas não conseguiu emplacar boa sequência de jogos devido às lesões. Com 32 anos, o meia tem contrato com o clube da Gávea até julho de 2018.