| Futebol

Nota de repúdio à decisão da CBF

Decisão da entidade impede que Flamengo escolha sede fora do Rio no Brasileiro

Diante da impossibilidade de contar com o Maracanã e o Engenhão em 2016, o Clube de Regatas do Flamengo e o Fluminense Football Club solicitaram à CBF ainda em 2015 a liberdade de escolher e definir dois estádios, sendo um considerado sede, outro considerado sede adjunta, em um ou dois estados Brasileiros, para exercer seus mandos de campo. Com a ausência de resposta oficial no ano passado, em janeiro deste ano foi encaminhado um novo ofício à entidade.

Nesta sexta-feira, 26 de fevereiro, foi com absoluta incredulidade e revolta, que o Clube de Regatas do Flamengo recebeu a informação de que seu pleito foi injustificadamente negado. Diante de fato tão lamentável, o Clube de Regatas do Flamengo afirma que:

•       Nenhum argumento plausível justifica tamanha arbitrariedade, visto que não existe neste momento um estádio capaz de comportar a torcida do Flamengo no Estado do Rio de Janeiro.

•       Como já dito, há meses o Flamengo aguarda uma resposta da CBF. Nos causa estranheza esta negativa, já que a entidade havia nos dado aval técnico e jurídico, sinalizando a aceitação do pedido.

•       O Flamengo é forçado a acreditar que esta mudança de postura está ligada à realização da Primeira Liga e ao visível desconforto que o sucesso deste torneio amistoso causa à Federação Estadual do Rio de Janeiro, aliada da CBF, e responsável pela realização do Campeonato Estadual. Basta comparar a qualidade dos jogos e quantidade de público presentes nos respectivas partidas.

• O Flamengo entende que a CBF deveria estar preocupada em aumentar a média de público em suas competições oficiais. Constranger o clube de maior torcida do Brasil e indiscutível recordista de bilheteria da competição a sediar seus jogos em estádios com capacidade reduzida e com menor estrutura, como os disponíveis no momento no Estado do Rio de Janeiro, é um desserviço ao torcedor, mais uma lamentável depreciação do futebol brasileiro originada em decisões tomadas por aqueles que têm por dever proteger o esporte nacional.

• Com essa decisão arbitrária, na qual aspectos políticos obscuros se sobrepuseram aos aspectos técnicos, a CBF está atingindo não apenas o Flamengo, mas a totalidade dos clubes, dos torcedores, dos patrocinadores que investem no futebol brasileiro e dos detentores dos direitos de transmissão, que hoje estão reféns de uma entidade sob suspeição.

O Clube de Regatas do Flamengo espera ter a seu lado todos os clubes na luta contra a burocratização que impede o desenvolvimento do futebol brasileiro. E não irá se curvar, tampouco se calar, diante do arbítrio de quem quer que seja. 

Clube de Regatas do Flamengo


Ofício encaminhado à CBF

image

image

Fonte: http://flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/22995/nota-de-repudio-a-decisao-da-cbf

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.