| Futebol

Nova temporada, novos desafios: O Flamengo Imperadores de 2017

Equipe de futebol americano iniciou a caminhada na liga nacional e vive a expectativa para mais um ano defendendo as cores do Mais Querido

flameng - Nova temporada, novos desafios: O Flamengo Imperadores de 2017

Foto: Divulgação/Flamengo Imperadores

O futebol americano brasileiro continua crescendo e se desenvolvendo cada vez mais, prometendo temporadas cada vez mais emocionantes e disputadas. Neste ano não será diferente para as 30 equipes envolvidas no campeonato nacional. Entre elas está o Flamengo Imperadores, que leva as cores e força rubro-negra nos campos pelo Brasil.

Em conversa exclusiva com o Site Oficial, o jogado de defesa e vice-presidente da equipe, Edilson "Jow" Asevedo, falou sobre as expectativas para a atual temporada, a mudança de nome e os clássicos nacionais que se repetem também na Brasil Futebol Americano, a liga nacional da modalidade.

Antes denominado Flamengo Futebol Americano, a equipe rubro-negra iniciou 2017/18 sob novo título. Os Imperadores, já tradicionais no cenário nacional, buscaram inspiração em suas origens para a mudança de nome.

"O nome Imperadores tem muita história no Futebol Americano Brasileiro. O Rio de Janeiro Imperadores surgiu em 2008 na modalidade No-Pads (sem equipamentos) para o Sorocaba Bowl e era uma homenagem ao bicentenário da chegada da Família Real na cidade do Rio (1808-2008). Além disso, nosso local de treinamento era a Quinta da Boa Vista, que por muito tempo foi a casa da Família Real Brasileira", explicou Jow.

"No ano seguinte (2009), o Rio de Janeiro Imperadores (já na modalidade Full-Pads) foi o primeiro campeão brasileiro de Futebol Americano. Em 2011, com a parceria com o Fluminense, fomos bicampeões. Além da marca Flamengo bem forte, após quatro anos de Flamengo Futebol Americano, decidimos voltar com nosso nome inicial por simbolizar bastante nossa história, trazer de volta nossa identidade e ser a inspiração para triunfos futuros", concluiu o camisa 90.

No ano passado, o Flamengo chegou à final da Superliga Nacional e ficou na segunda colocação. Desde então, o Mais Querido passou por reformulações dentro e fora dos gramados, buscando sempre o crescimento dos Imperadores.

 Confira a entrevista completa: 

O novo Flamengo

No ano passado, sem dúvidas, montamos o melhor conjunto que esse time já teve. Demos o nosso máximo para chegar ao nosso objetivo que infelizmente não foi alcançado. Acho que nossa equipe aprendeu muito dentro e fora de campo com os resultados de 2016.

Se existe um modo de chegar entre os melhores do país, eu afirmo que sabemos bem qual é. Nosso maior problema é conseguir estrutura adequada para isso acontecer e o principal objetivo do Flamengo Imperadores hoje é contornar as dificuldades e criar novamente a oportunidade de ter o melhor time do Brasil.

Mudanças no campeonato nacional

O formato do campeonato mudou para tentar reduzir os custos das equipes na temporada regular. Da forma atual, os jogos ficam mais regionalizados, evitando grandes viagens. Para o cenário atual, isso é o ideal.

As viagens mais longas ficarão para as equipes que avançam para a pós-temporada, mais para a parte final do campeonato. Essa medida ajuda bastante os times que precisam de tempo para fazer caixa com seus jogos e venda de produtos, que são, em sua maioria, a principal fonte de renda para a temporada.

Clássicos nacionais no futebol americano

O Futebol Americano, embora seja o esporte que mais cresce no Brasil, pega carona com os principais clubes esportivos para sua divulgação. Ganhamos visibilidade e, algumas vezes, mais estrutura em nossas partidas quando juntamos grandes torcidas.

Mais importante que clássicos regionais são essas partidas serem duelos emocionantes. É bem gratificante saber que nossos jogos têm público em todo Brasil quando são transmitidos pela internet. Isso aconteceu no confronto diante do Sada Cruzeiro e torna o acesso às partidas mais fácil. Acreditamos que esse seja o futuro de todos os esportes.

Expectativas para a temporada 2017/18

O contraste do nosso time dessa temporada para o da passada é grande. Perdemos peças importantes dentro de campo, em nossa administração e comissão técnica. As palavras mais ditas na nossa rotina são renovação e oportunidade. Apesar das derrotas nesse início (diante do Botafogo, Patriotas e Sada Cruzeiro), nosso time está em ascensão e acreditamos no nosso trabalho para essa reta final do campeonato.

Estamos cada vez mais entrosados e afiados para os nossos jogos, esse crescimento foi visível no último jogo e faz parte do nosso projeto. A comissão técnica está estudando bastante nossos duelos, buscando minimizar os erros e surpreender Corinthians e Santos, que serão nossos próximos desafios. Afirmo com certeza que tiramos prontos positivos das derrotas e usamos como combustível para as próximas etapas. Foram três passos para o lado para muitos passos para frente.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/25862/nova-temporada-novos-desafios-o-flamengo-imperadores-de-2017

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.