| Futebol

O elegante zagueiro

Mozer fez parte dos maiores títulos rubro-negros

flameng - O elegante zagueiro
Um símbolo de amor pelo Flamengo dentro e fora de campo. Um homem que jogava com elegância e uma paixão inenarrável por estar vivendo seu sonho: entrar em campo vestindo o Manto Sagrado. Assim, chegou ao topo do mundo. Mozer: lembrado até hoje como um dos pilares do futebol rubro-negro.

Chegou à Gávea em 1975, aos 15 anos. Dispensado da base de um rival, encontrou seu espaço no Flamengo. Ganhou confiança de técnicos e companheiros e, apesar da grande concorrência, se estabeleceu como titular já no início da década de 80. E ali, mudaria sua vida.

Foi titular absoluto nas campanhas vencedoras da Libertadores e do Mundial de 1981. Contra o Liverpool, na final intercontinental, não demonstrou nervosismo. Com apenas 21 anos, aproveitou para mostrar ainda mais a sua habilidade. Mozer foi um zagueiro seguro e consciente. Pouco afeito aos chutões, era um craque da saída de bola.
Marcava também seus gols. Certa vez, contra o experiente Rodolfo Rodríguez e o grande time do Santos, fez dois na goleada por 4 a 1 do Mais Querido. No total, balançou a rede 21 vezes em 291 jogos.

Ficou no Flamengo até 1986, quando foi ganhar a Europa. Depois de quatro títulos brasileiros, um continental e um intercontinental, foi para o Benfica. Como não poderia deixar de ser, por lá foi ídolo. De Portugal, foi para a França. No Olympique de Marseille, foi campeão francês em simplesmente todas as temporadas que atuou.

Foi convocado para a Seleção e jogou uma Copa América e uma Copa do Mundo. Por lesões, não foram três as disputas de mundiais.

Encerrou a carreira no Kashima Antlers, do Japão - time em que seu grande amigo Zico também defendeu antes de pendurar as chuteiras.

Mozer, em suas próprias palavras, teve no Flamengo "tudo aquilo que eu consegui no sonho". Em uma entrevista que se tornou famosa, chegou às lágrimas ao falar do Rubro-Negro. Uma paixão inigualável. Nunca se afastou do Mais Querido, mesmo vivendo em Lisboa. Suas visitas ao Brasil sempre incluíram idas à Gávea, onde acompanhava treinos das gerações seguintes.

20 anos depois de sua aposentadoria, voltou profissionalmente ao Rubro-Negro. Em 2016, assumiu o cargo de gerente de futebol do Flamengo. 

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/24473/o-elegante-zagueiro

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.