| Futebol

O Flamengo menos cardíaco de Mestre Rueda

flameng - O Flamengo menos cardíaco de Mestre Rueda

Salve, Salve, Nação Rubro-Negra!

Ontem o Flamengo deu mais um passo na evolução esportiva da equipe. Taticamente fomos muito bem. Mesmo propondo o jogo, fundamentalmente no primeiro tempo, fizemos o resultado e não demos muito espaço ao Atlético-PR, na segunda etapa, para que eles pudessem flertar com alguma esperança de melhor resultado.

E não falo de um time qualquer. Nosso adversário vinha de quatro vitórias e um empate nos últimos cinco jogos. O técnico deles ajeitou uma equipe que vinha jogando mal e lhes deu solidez defensiva e, principalmente ofensiva, haja vista as duas goleadas aplicadas no Avaí e no Sport e empate com o Grêmio na rodada anterior.

Nosso time está invicto com Mestre Rueda, e a defesa ainda não foi vazada. No brasileiro foram duas vitórias por 2 a 0 sem sustos, o que é fundamental. Nosso time já apresenta uma solidez defensiva razoável. Estamos menos expostos e, mesmo assim, não abdicamos de atacar por conta disso. Vejo um time cada vez mais equilibrado, com boa recomposição defensiva e tendo que melhorar bastante na transição ofensiva.

Mas uma coisa salta aos olhos: nossa saída de bola!!! Bastou o novo treinador cassar o alvará da tularidade marcio-araujiana, fazendo com que o time jogue com 11 jogadores, para que nossa qualidade de passe e principalmente saída de bola fossem mais verticais, dificultando sobremaneira a vida dos adversários.

Isso é notório neste time comandado pelo Mestre Rueda. Agora temos um técnico que prima pela qualidade dos jogadores, um técnico que sabe mudar o time no meio da partida e que tem uma leitura de jogo rápida, identificando com rapidez as falhas do time, reposicionando a equipe com poucos minutos jogados.

Isso caracteriza um técnico estudioso, vencedor por onde passou. Isso nos mostra o quão atrasados estamos em relação aos técnicos estrangeiros, tão contestados em terras brasileiras por puro bairrismo. Tomara que o “profe” possa começar a derrubar essas barreiras para que o futebol brasileiro possa evoluir cada vez mais, taticamente falando.

Uma coisa que estou gostando é que o Flamengo, com o colombiano no comando, mostra-se mais tranquilo em campo, sabedor de suas tarefas. Tanto na defesa quanto no ataque já apresentamos muitas melhoras, e a tendência é de que melhoremos ainda mais. Faltam apenas 5 pontos para chegarmos na pontuação do segundo colocado (Grêmio ainda com um jogo a menos – coluna saiu às 12:00) e podemos facilmente alcançá-los se continuarmos a jogar desta forma.

Mas o viés é de alta. E deve mesmo ser! Almejamos muita coisa com esse elenco. Buscamos nos firmar como protagonistas esportivos no território nacional. O caminho é esse: de tranquilidade, de futebol bem jogado, propondo o jogo e sabendo se defender quando preciso, de sermos reativos cedendo a posse de bola a adversários que não se sentem confortáveis com ela. Isso tudo podemos observar no Flamengo atual.


Veja mais:

  • O Exterminador de Mitos
  • Fora da Copa do Brasil, Rhodolfo e Diego Alves pedem para ir pra BH
  • Coluna do Torcedor: “O Xadrez do Rueda”
  • Rizzo: “Fifa: sim à volta do Intercontinental entre Europa e melhor da Libertadores”

A tendência é que nossa equipe evolua muito ainda. Agora Rueda terá uma pequena pré-temporada para acertar mais ainda o time, para conhecer o elenco por seus próprios olhos, para poder retirar o máximo de rendimento de cada jogador, achar variações táticas pertinentes a cada situação específica dentro das partidas, em suma: fazer o Flamengo render muito próximo do esperado.

O que é melhor, do ponto de vista da saúde da Nação, é que já podemos começar a deixar o desfibrilador desligado e não precisaremos de tantos ansiolíticos, pois o time do Flamengo começa a jogar de uma forma menos cardíaca, cada vez menos exposto a chuvas e trovoadas.

O caminho é esse! Está sendo pavimentado com maestria! Que nossos jogadores abracem Reinaldo Rueda e comprem a ideia do treinador para que possamos, definitivamente, protagonizarmos a nível Brasil. Chega de sustos! Chega de sofrência! Chega de reza e mandingas! Por um Flamengo mais Flamengo: forte, conciso, insinuante e bem postado. Pela saúde dos rubro-negros e felicidade geral da Nação. Vai pra cima deles Mengo!!!

O Flamengo simplesmente é!
Saudações rubro-negras a todos!

Fabio Monken.
Twitter: @fabio_monken

Gostou? Não gostou? Concorda, discorda? Ótimo!
O Debate sempre será salutar!
Deixe seus comentários e interaja conosco!
Pontos de vista divergentes são essenciais à evolução do homem.
Mas lembre-se: Somos todos Flamengo!
A intolerância e a falta de argumentos são os combustíveis para o fracasso!

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/08/o-flamengo-menos-cardiaco-de-mestre-rueda/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.