| Futebol

O Flamengo tem obrigação de ser campeão brasileiro em 2016?

flameng - O Flamengo tem obrigação de ser campeão brasileiro em 2016?

Caros Rubro Negros,

Após um ponto ganho que está longe de ser um resultado ruim ( para isso basta ver que nosso histórico contra a turma de Higienópolis lá em terras paulista…) e ainda na sequência da desclassificação para o Palestino na copa Sul Americana percebi alguns comentários azedos por parte da Nação falando em declínio técnico do time, cornetadas sobre como o Zé Ricardo é fraco, sobre como o título Brasileiro já foi perdido… nada muito diferente do normal depois de algum resultado negativo, apesar que estávamos de fato um tanto desacostumados com isso neste semestre. Mas de tudo que eu ouvi, fruto da bipolaridade indelével que acomete uma fração de nossa imensa torcida bem vestida, o que mais me chamou a atenção foi: “Agora o Flamengo tem a obrigação de ganhar esse título”. Isso não me parece nada razoável.

É perfeitamente compreensível o motivo de alguns de nossos torcedores se ressentirem por conta certos resultados e de forma passional falarem em obrigação de título nesse campeonato. Contudo o convite aqui é para uma análise mais racional.

Em meio a um campeonato de pontos corridos, difícil, longo e disputado como o nosso, a palavra obrigação em relação a ser campeão deve ser usada com muito cuidado. Pra começar é o único país no mundo que tem 12 times que se dizem grandes e que sempre no início certame 5 ou 6 times, no mínimo, são apontados como candidatos reais ao título. Para se falar em tal responsabilidade temos que apresentar uma superioridade muito grande em relação aos adversários em diversos aspectos, tanto na qualidade do elenco, como no planejamento financeiro e de futebol. Em nenhum caso temos uma superioridade tal perante nossos atuais adversários que nos permita falar em obrigação.

Por exemplo, falando de qualidade do elenco, Flamengo, Palmeiras e Atlético MG são bem equivalentes, com forças e fraquezas distintas, mas nenhuma diferença tal que nos leve a cravar que um elenco de fato se sobressai sobre os outros. No mais, quando se fala em elenco é sempre bom lembrar que nosso elenco como conhecemos hoje se formou no decorrer do campeonato, entre os meses de julho e agosto em especial. Isso também depõe contra a questão do planejamento, em que pese toda a dificuldade que existe para a contratação de um grande jogador com o Diego, por exemplo.

A análise precisa ir além do passional. Precisa ir além do ressentimento do torcedor por conta das poucas conquistas do tamanho que o Flamengo merece nos últimos tempos. Também precisamos avançar sobre decepções recentes como a desclassificação precoce da Copa do Brasil frente ao Fortaleza (Nem coloco aqui a derrota para o Palestino pois na minha opinião existem outras questões que influenciaram negativamente o time nessa ocasião… mas isso é tema pra outra coluna…). A crítica deve levar em conta o Flamengo era administrativamente ao fim de 2012, o que somos agora e o que seremos em poucos anos. Tem que ir de encontro aos objetivos traçados para o clube no curto prazo, que estão sendo atingidos. Não deve esquecer toda a dificuldade logística que passamos nesse ano por conta da ausência de um estádio para jogarmos na cidade do RJ. E devemos ressaltar todas as dificuldade do planejamento do futebol, que passam pela saída de um técnico com problemas de saúde, pelo elenco formado tardiamente, pelo trabalho de um talentoso, esforçado e inexperiente técnico, que cada vez mais mostra sua capacidade ao competir em pé de igualdade com técnicos campeões de Libertadores e de Campeonatos Brasileiros.

E não se enganem meus amigos. Estou muito longe de jogar a toalha. Ainda faltam 10 rodadas para o fim do campeonato Brasileiro e creio no título brasileiro indo para a Gávea no fim do ano. E justamente por isso digo que não podemos esmorecer e nem jogar nos jogadores uma pressão adicional que é injusta, desnecessária e prejudicial. Juntos chegaremos ao Hepta!!!!

Opine, elogie, critique…Participe!! E se você ainda não é Sócio Torcedor…faça o seu imediatamente!!! O seu maior benefício é ver um Flamengo cada vez mais forte!!!

Nota -1000000: Baderneiros. A briga no jogo de basquete é inconcebível. Mostra que o problema não é o futebol, não são torcidas de times rivais e não é jogo com torcida única. O problema são esses baderneiros, bandidos travestidos de torcedores que vão aos jogos no intuito de brigar e afastam cada vez mais as famílias dos eventos esportivos. Eu me pergunto aonde estão as autoridades responsáveis…

Nota 0: FlaxFlu da bagunça. Já foi marcado para Manaus, para a “Arena Botafogo”, para Manaus de novo e agora ao que tudo indica será em Volta Redonda. Já foi dia 12 e agora é dia 13. Já teve torcida dividida e agora é 90/10, contrariando o acordo entre as partes. Isso é o Campeonato mais importante organizado pela CBF. Parabéns a todos os envolvidos.

Nota 5: Acordo de cavalheiros. Eu tenho muito orgulho de ver tudo o que a diretoria do Flamengo vem fazendo. Tenho muito orgulho de ver que o comportamento da diretoria é um comportamento honesto. Digno. Mas está na hora de entender que do outro lado as pessoas não parecem compartilhar desses mesmos valores… Que sirva de lição.

Nota 10: Semanas cheias. Sou da opinião que o time vem mostrando um desgaste físico muito alto, em especial por conta das inúmeras viagens e o excesso de jogos. Sob essa ótica, perder do Palestino e ser desclassificado da Sul Americana pode ter sido “um mal que vem pra bem.”

Seção Gato Mestre: Venceremos o Santa Cruz e nos manteremos a 3 pontos do líder. O Atlético Mineiro não vencerá o Corinthians. E o Fluminense perderá para o Santos.

Saudações Rubro Negras!!!

Luiz Henrique Amorim

contato@colunadoflamengo.com

 

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2016/10/o-flamengo-tem-obrigacao-de-ser-campeao-brasileiro-em-2016/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.