| Futebol

O sonho da casa própria

flameng - O sonho da casa própria

Amigos! Nesta quarta-feira estreamos a Ilha do Urubu. O estádio da Portuguesa da Ilha do Governador, que foi repaginado e será a casa do Flamengo por, no mínimo, três anos, renováveis por mais três.

Não sou carioca e, por isso, acompanhei a estreia do estádio de casa, pela televisão. De casa, consegui perceber algumas coisas bem legais que poderão nos ajudar neste período que usaremos o estádio.

A proximidade da torcida com o campo é algo que impressiona. A torcida rubro-negra poderá exercer papel importantíssimo nos jogos realizados no novo estádio. Contra a Ponte Preta, por diversas vezes pude perceber a torcida gritando e participando quando a bola saia em lateral. Nas substituições de Vinícius Junior e Diego, o apoio da torcida certamente foi percebido de maneira muito mais clara. A torcida participará mais do jogo, o que certamente ajudará o Flamengo.

Outra grande preocupação que tive era com o estado do gramado. Na minha cabeça ainda estava a imagem do estádio da Ilha do ano passado. Quando gerido pelo Botafogo, o gramado era péssimo. Um campo duro em que a bola estava sempre viva, mordendo os jogadores. Pelo jogo desta quarta, me acalmei e vi que o trabalho realizado pelo Flamengo no campo foi realmente de excelência. Realmente a bola rolou tranquila, como nos melhores gramados do país.

Passadas as impressões iniciais, volto aos números e lamento que não conseguimos lotar a Ilha do Urubu. 14 mil pessoas realmente é um público fraco quando se trata de Flamengo. Não sei se por conta do trânsito ou da ineficiência do transporte público (não tive esse feedback) ou dos valores cobrados pelos ingressos, fato é que não conseguimos esgotar os ingressos que foram colocados à venda. Nossa diretoria deverá repensar isso urgentemente.

Ainda falando em números, uma esperança. Os times que reformaram suas casas estão com aproveitamentos muito bons em seus novos estádios. Peguei como exemplo Corinthians, Palmeiras e Atlético Mineiro, que são clubes que tem estádios com as mesmas características da Ilha. São menores, porém, a torcida está mais próxima ao campo. O Palmeiras no Allianz Parque tem 73,3% de aproveitamento, o Corinthians tem 77,24% em Itaquera e o Atlético Mineiro tem 75,31% no Independência, números que comprovam a força desses times em suas casas.

Que o Flamengo consiga fazer da Ilha do Urubu sua casa, que o nosso aproveitamento seja muito bom e que criemos a cultura de um caldeirão, onde a nossa torcida participe e empurre o time para as vitórias. Que a Ilha do Urubu inspire medo aos adversários!

Vamos Flamengo!

Marcão Beton

INSCREVA-SE: TV Coluna do Flamengo

Twitter: @marcaobeton

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2017/06/o-sonho-da-casa-propria/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.