| Futebol

Pacotão da rodada#31 tem golaço de bicicleta e dribles geniais do Palmeiras

Em Salvador, Edno é autor de obra-prima. No Pacaembu, Petros leva lençol e caneta de palmeirenses. Gol perdido por Robinho e defesaça de Bruno também são destaque

 

A noite do último sábado jamais sairá da memória de Edno. O atacante do Vitória marcou dois gols no triunfo de 3 a 1 sobre o Criciúma. Um deles de encher os olhos. Após rebatida da defesa, o jogador emendou uma bicicleta e mandou a bola para o fundo da rede. Lance apontado como o golaço da 31ª rodada do Brasileirão. Os goleiros também brilharam no Barradão. Wilson e Bruno fizeram quatro defesas difíceis - cada - e foram os recordistas no quesito. Aliás, uma das intervenções do arqueiro do time catarinense foi magnífica. Richarlyson soltou a bomba de dentro da área, e Bruno espalmou para frente. Na sequência, Dinei cabeceou forte no canto direito do goleiro, que foi buscar com a mão esquerda: a defesaça do fim de semana. 

No Pacaembu, Henrique e Mazinho foram outros protagonistas de lances geniais. E quem sofreu com a dupla foi Petros. Primeiro, levou um lençol do artilheiro do Brasileirão. Em seguida, o meia do Corinthians tentou roubar a bola de Mazinho, mas tomou uma caneta. O atacante do Verdão ainda aplicou mais um drible em Fagner, e a torcida palmeirense acompanhou tudo aos gritos eufóricos de olé. 

A rodada também teve destaques negativos. No Couto Pereira, o Coritiba ficou no empate por 1 a 1 com o Grêmio, mas poderia ter vencido se Robinho não desperdiçasse uma oportunidade incrível já nos acréscimos: foi o gol mais perdido da jornada. Outro que mandou mal foi Bruno Paulista, do Bahia, que pagou o maior mico ao pisar na bola e cair feio no gramado do Beira-Rio. 

pacotao_rodada_31-2 (Foto: Infoesporte)





Header pacotão GOLAÇO (Foto: Editoria de Arte)



 

O Vitória empatava com o Criciúma por 1 a 1,  e a torcida do Rubro-Negro baiano vaiava o time. Até que Edno assinou uma obra-prima no Barradão, e as vaias deram lugar a aplausos. O lateral-direito Nino Paraíba levantou na área, Ronaldo Alves tentou afastar da área, mas cabeceou para cima. A bola veio na direção do atacante. De costas para o gol ele não pensou duas vezes: emendou uma bicicleta e acertou o canto esquerdo do goleiro Bruno. Simplesmente espetacular!

Header pacotão MICO (Foto: Editoria de Arte)



 


A fase do Bahia não anda nada boa. Há seis jogos sem vencer e na zona de rebaixamento, o time perdeu para o Internacional por 2 a 0, em Porto Alegre, e ainda teve um jogador protagonizando um lance estabanado. Aos 35 minutos do segundo tempo, Potita tocou de cabeça para Bruno Paulista, que deu um leve toque com a canhota e, ao se desvencilhar da marcação de Ernando e Claudio Winck, pisou na bola e caiu sentado no gramado. Que vergonha!

HEader Pacotão defesa (Foto: Editoria de Arte)


 

Em Salvador, Bruno fez de tudo para evitar a derrota do Criciúma para o Vitória. A muralha do Tigre praticou quatro defesas de alto grau de dificuldade. A mais bela de todas em cabeçada de Dinei. Após dar rebote em chute de Richarlyson, o atacante rubro-negro testou com força. O goleirão mostrou incrível velocidade de reação, voou no canto esquerdo e evitou o gol da equipe baiana.

Header pacotão DRIBLE (Foto: Editoria de Arte)



 



No Pacaembu, a torcida palmeirense foi ao delírio com a sequência de dribles aplicados sobre os corintianos. Primeiro, Henrique deu um chapéu em Petros, dominou no peito e tocou para Juninho, que passou para Mazinho. O atacante dominou com a canhota e empurrou a bola entre as pernas de Petros. Logo depois, tabelou com Juninho e ainda deixou Fagner na saudade. Foram 17 segundos de toques rápidos e muita habilidade.

Header pacotão GOL MAIS PERDIDO (Foto: Editoria de Arte)



 


Os torcedores do Coritiba certamente estão lamentando até agora a chance perdida pelo meia Robinho. Também, não podia ser diferente. O cronômetro já marcava 48 minutos do segundo tempo quando a bola sobrou limpa para o jogador na pequena área após rebote do goleiro Marcelo Grohe. O jogador bateu de pé direito e, com o gol vazio, acertou a trave. Fez muita falta ao Coxa, que retornou à zona de degola.

Header pacotão SARRAFO (Foto: Editoria de Arte)




 

No fim do primeiro tempo da partida contra o Atlético-MG, Durval cometeu uma falta desleal em Carlos. O atacante do Galo recebeu passe de Maicosuel e partiu em alta velocidade para o ataque. O zagueiro do Sport deu um carrinho lateral e derrubou o atleticano, que se não desse um salto poderia ter se machucado feio. O árbitro Felipe Gomes da Silva mostrou o cartão amarelo para o defensor do time pernambucano.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.