| Futebol

Pacotão do Clássico: nome errado, milagre, trombada, drible e entregada

Jefferson, que aplicou drible em Gabriel, faz defesa espetacular no fim da partida.<br>Jogadas pitorescas e erro em nome de Ramírez marcam o confronto em Manaus

  1. Sai da frente
  2. MILAGRE SALVADOR
  3. Tirou onda
  4. ENSINA
  5. MUY AMIGO
  6. Cavou feio

Um time que corre sério risco de rebaixamento diante de outro sem aspirações no Campeonato Brasileiro, em situação confortável para fugir da confusão. Assim foi o Botafogo x Flamengo realizado na noite deste sábado na Arena da Amazônia, em Manaus. O Glorioso venceu por 2 a 1 um clássico com lances, no mínimo, curiosos (assista aos melhores momentos do jogo no vídeo abaixo).

 


Uma trombada do meia Gabriel no árbitro, e um erro de ortografia no nome de Ramírez, na camisa do jogador alvinegro, foram algumas delas. Brilhante – como de costume – foi a atuação de Jefferson, autor de uma defesa milagrosa nos acréscimos.

O zagueiro Marcelo, do Flamengo, protagonizou um lance para esquecer, ao "entregar" o segundo gol ao Alvinegro. O atacante Rogério, do Botafogo, chamou a atenção não só por ter aberto o placar, mas também por tentar cavar (de novo) uma falta.

01

Sai da frente

 


Havia um árbitro no meio do caminho. E Gabriel não o viu. No campo de ataque, o jogador do Flamengo se preparou para receber o passe de Anderson Pico, que procurava a tabela, e de repente encontrou o juiz Ricardo Marques Ribeiro, alvo de uma trombada. Para a sorte do rubro-negro, a posse da bola ficou com o time.

01

MILAGRE SALVADOR

 


Jefferson provou, mais uma vez, por que é ídolo do Botafogo. Quando o time vencia por 2 a 1, já nos acréscimos, aos 49 minutos do segundo tempo, o camisa 1 fez um milagre. Após cruzamento na área, Elton desviou, e o goleiro da Seleção, com reflexo incrível, protagonizou uma defesaça. Os torcedores alvinegros respiraram aliviados.

01

Tirou onda

 


E não foi só com as mãos que Jefferson se destacou. Famoso pela seriedade e frieza, o camisa 1 aplicou um bonito drible em cima do adversário Gabriel. Foi o jeito que o arqueiro encontrou para armar a saída de bola do Alvinegro. A torcida gostou.

01

ENSINA, RAMírez

 


Cachito Ramírez está no Botafogo desde agosto deste ano. Entretanto, ao que parece, o clube de General Severiano ainda se embola com o sobrenome do peruano. O jogador, que deixou o banco de reservas no segundo tempo, pisou no gramado com seu nome escrito de forma errada: "Ramires".

01

MUY AMIGO

 

O Botafogo ganhava por 1 a 0. E o zagueiro Marcelo, do Flamengo, colaborou decisivamente para que o adversário ampliasse a vantagem. Em uma péssima saída de bola, o defensor entregou a bola nos pés de Bolatti. O argentino repassou a Wallyson, que acertou o ângulo esquerdo de Paulo Victor. Que pintura!

01

Cavou feio

 


Rogério foi personagem importante para o Botafogo na vitória sobre o Flamengo: abriu o placar após a boa jogada de Bolatti e lutou durante o primeiro tempo. Na etapa final, porém, tentou nitidamente cavar uma falta na lateral direita frente a Anderson Pico. O juiz ignorou – na derrota para o Coritiba, no meio de semana, o jogador tentou cavar um pênalti após ter driblado o goleiro.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.