| Futebol

Pacotão do Fla: chapéu de Guerrero, pedido a Bandeira e embaixadinhas

Torcida pede saída de Chiquinho ao presidente no intervalo do jogo contra o Atlético-PR, que ainda teve golaço de Mancuello e Réver esbanjando categoria

O Flamengo saiu de campo com a vitória e com a liderança provisória do Brasileirão. Mesmo assim, alguns jogadores não escaparam de críticas. Neste sábado, diante do Atlético-PR, o principal alvo foi Chiquinho. A torcida pegou no pé do lateral a ponto de pedir para o presidente Eduardo Bandeira tirá-lo do time. Após o golaço de letra de Mancuello, no entanto, só houve motivos para comemorar. E ainda teve chapéu de Guerrero, embaixadinhas de Rever...

Veja o resumo do jogo:



No intervalo, uma cena inusitada no Kleber Andrade, em Cariacica, no Espírito Santo. Em um camarote próximo à torcida, o presidente Eduardo Bandeira ouviu inúmeros pedidos de rubro-negros para sacar Chiquinho do time. Alguns torcedores se mostraram impacientes, enquanto o dirigente pedia calma. Em seguida, um deles arremessou uma bandeira para o mandatário rubro-negro. Ele assinou e devolveu. Foi o suficiente para ouvir gritos de "melhor presidente do Brasil".




Guerrero lutou muito, participou intensamente das ações ofensivas do Flamengo, mas não era seu dia de marcar gol. No segundo tempo, o peruano teve uma chance incrível. Ele fez o mais difícil, deu um chapéu no goleiro Santos, mas demorou a finalizar, a marcação chegou, e ele perdeu uma chance incrível. Seria um golaço. Menos mal que o Rubro-Negro saiu com a vitória.



A falta de pontaria foi um problema do Flamengo neste sábado. Quis o destino, no entanto, que a bola entrasse no gol de uma maneira nada comum. Aos 15 do segundo tempo, após um caminhão de chances perdidas, Fernandinho cruzou rasteiro, e Mancuello apareceu para desviar com um belo toque de letra. O argentino, que ganhou a vaga de Alan Patrick, teve uma de suas melhores atuações com a camisa rubro-negra. 



Foi um festival de chances perdidas. E logo nos primeiros segundos de jogo deu para perceber que esse seria o tom da partida. No primeiro lance, Fernandinho recebeu de Guerrero e... isolou por cima do gol. O lance irritou os torcedores, e o atacante ouviu algumas vaiais em Cariacica. Fernandinho, porém, deu a volta por cima e participou do lance do gol de Mancuello. 


No primeiro tempo, quando o jogo ainda estava empatado, Rever mostrou categoria ao desarmar Walter na área. O zagueiro fez um corte e saiu fazendo embaixadinhas. No fim da jogada, no entanto, para mostrar que não estava de gracinha, deu um bicão para frente. 

Fonte: http://globoesporte.globo.com/futebol/times/flamengo/noticia/2016/08/pacotao-do-fla-chapeu-de-guerrero-pedido-bandeira-e-embaixadinhas.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.