| Futebol

Pacotão do Fla: dupla dinâmica, lado esquerdo e zagueiro se destacam

Em tarde de 35° graus em Criciúma, Everton e João Paulo infernizam com jogadas pela ponta. Eduardo da Silva e Mugni entram e mudam o jogo novamente<br>

  1. mina de ouro
  2. banco decisivo
  3. água, picolé e luxa moda verão
  4. zagueiro-atacante
  5. por pouco...
 

Desde 2011 que o Flamengo não embalava desta forma no Brasileiro. Naquele ano, com Ronaldinho Gaúcho e Thiago Neves, o time rubro-negro subia na tabela no campeonato que terminaria em quinto lugar, conseguindo a classificação para a Libertadores. Três anos depois, também com Vanderlei Luxemburgo, outra dupla contribui muito com a ascensão do Flamengo. Eduardo da Silva e Mugni entraram aos 12 minutos do primeiro tempo e cada um fez o seu na vitória sobre o Criciúma: 2 a 0 que leva o Rubro-negro para a 11ª posição (veja vídeo com os melhores momentos).

01

mina de ouro

 

O lateral-direito Eduardo sofreu. Pelo seu canto, Everton e João Paulo deitaram e rolaram com inúmeras jogadas e chegadas à linha de fundo. Logo no início, o meia foi ao fundo e cruzou para Arthur, que pegou mal na bola. No segundo tempo, João Paulo continuou tentando cruzamentos pelo lado do jogador do Criciúma. Sorte para o Tigre que os rubro-negros nem sempre capricharam nos passes e nas finalizações.

01

banco decisivo

 

Com inteligência, Eduardo da Silva tocou de primeira para Mugni fazer o gol do Flamengo. O camisa 10 dominou, sofreu e bateu o pênalti para abrir o placar. Não foi a primeira vez que isso aconteceu. Minutos depois, para consolidar a quarta vitória consecutiva, o brasileiro naturalizado croata aproveitou o rebote e chutou certeiro para os fundos da rede. A saída da dupla do banco de reservas foi fundamental para o resultado do Flamengo.

01

água, picolé e luxa moda verão

 

Há tempos que Vanderlei Luxemburgo abandonou o visual passeio completo, marca dos tempos áureos do início da carreira no Palmeiras. Na tarde de domingo, com calor de 35º em Criciúma, o treinador ficou à vontade. Com uma camisa vermelha de manga curta, o técnico amenizou a alta temperatura. Nas arquibancadas, picolé, abanador e óculos escuros eram figuras comuns no Heriberto Hülse.

01

zagueiro-atacante

 

Depois de um bom Campeonato Carioca, o zagueiro Marcelo se firmou como titular no  Flamengo. O zagueiro-zagueiro de Luxa, bom nas bolas aéreas, vem mostrando vocação de atacante. Contra o Criciúma, antes dos gols de Eduardo da Silva e Mugni, subiu bem em duas jogadas e por pouco não marcou. No segundo lance, colocou na trave.

01

por pouco...

 

Sem atacar tanto quanto João Paulo, até pelas limitações físicas que a idade impõe, Léo Moura recebeu duas bolas na área e mostrou mais uma vez que continua sendo perigoso apesar dos 35 anos. Além do balão que aplicou num adversário, o lateral-direito quase fez um golaço. Ele acertou um voleio bonito que explodiu no travessão.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.