| Futebol

Pacotão do Fla: Gabriel faz um pouco de tudo e embala vitória contra o Galo

Jogador dá cruzamento para Cáceres abrir o placar no Maracanã e sofre o pênalti cobrado por Chicão, que sacramentou o triunfo da equipe sobre o Atlético-MG

  1. fila atleticana
  2. Ligeiro
  3. MURALHA
  4. SUSTO
  5. DESToante

Dribles, passes, cruzamentos, jogadas individuais e um pênalti sofrido. Gabriel não fez gol na vitória de 2 a 0 do Flamengo sobre o Atlético-MG, pela semifinal da Copa do Brasil, quarta-feira, no Maracanã (assista aos melhores momentos no vídeo abaixo). Entretanto, os lances mais importantes da partida passaram pelos pés do jogador, autor do cruzamento para Cáceres abrir o placar e protagonista do pênalti convertido por Chicão.

 


A defesa salvadora de Paulo Victor, no fim do segundo tempo, também merece ser exaltada, afinal, impediu que o Galo assinalasse um gol fora de casa. O goleiro espalmou a bola em chute cara a cara com Marion.

01

fila atleticana

 


A fase de Gabriel, definitivamente, é a melhor de sua carreira. Não satisfeito em ser um dos principais jogadores do Flamengo nesta temporada, o meia construiu uma jogada digna de craque. Combinou drible de cabeça, arrancada, finta e, ao enfileirar os adversários, foi parado apenas pela falta, cometida por Josué, dentro da área.

01

LIGEIRO

 


No primeiro tempo, Gabriel, por pouco, não havia sofrido a penalidade máxima. Pela esquerda, praticamente na risca lateral da grande área, o jogador sofreu a falta, que viria a originar o primeiro gol rubro-negro. O detalhe é que, após a cobrança de João Paulo bater no travessão, Gabriel, do lado oposto, cruzou para Cáceres cabecear e balançar as redes.

01

MURALHA

 

Pouco exigido durante os 90 minutos, Paulo Victor voltou a comprovar que atravessa ótima fase. Aos 37 minutos do segundo tempo, ele executou uma defesa espetacular, após chute de Marion, de dentro da pequena área. Puro reflexo.

01

SUSTO

 

Jogador fundamental no esquema tático de Vanderlei Luxemburgo, Everton assustou a torcida aos 21 minutos da etapa complementar. Ele arrancou para receber o passe e, em uma freada brusca, pôs a mão na coxa esquerda. Seria, esta, a última participação do atleta na partida.

01

DESTOante

 

A vitória convincente do Flamengo teve apenas um ponto negativo: a excessiva quantidade de passes errados do time. Ao todo, os comandados de Vanderlei Luxemburgo distribuíram 44 nos pés dos adversários. 

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.